Coração de Sião

Coração de Sião - Maio de 2019

| Imprimir | PDF 

2019 - ANO DO JUBILEU DA COMUNIDADE SIÃO - 25 ANOS

“Foi o Amor” 

Chegamos neste ano ao seu quinto mês, dedicado a Maria, neste tempo especial da Páscoa, no qual caminharemos durante cinquenta dias até a festa de Pentecostes.

Vamos olhar e refletir através da vida de santos, que por amor, foram obedientes a Palavra de Jesus, O seguiram deixando tudo para viver, pregar e testemunhar o Evangelho.

Então, neste tempo especial da Páscoa, vejamos a vida de Santa Gemma Galgani, mística toda ardente pelo amor de Jesus. Este amor a permitiu viver uma autentica paixão. De suas "cartas" se entende todo o seu imenso amor por Cristo, amor que raramente se pode encontrar na mesma intensidade em outros Santos. Um dia, em um de seus momentos de meditação e dialogo com Jesus, lhe perguntou: “Quem te matou?”, pergunta Santa Gemma. E Jesus responde: “O amor!” (II 82).

É este Amor incondicional, tão forte, que por ele Jesus morreu, revelado a Santa Gemma, que vai no transcorrer do tempo pascal, de forma mais intensa, mais também em todos os momentos de nossa existência nos alimentar, pois é através dele que podemos superar todas as nossas fragilidades, nossas misérias, e assim o Senhor, através do seu Amor irá restaurar o nosso viver.

Ainda temos “Santa Teresa do Menino Jesus, que morreu aos 24 anos. Com a idade de 15 anos, superando muitas dificuldades, conseguiu entrar num convento carmelita. Viveu o “caminho” da confiança total no amor do Senhor, propondo-se alimentar, com a sua oração, o fogo do amor que move a Igreja. (cf. Christus Vivit - 57)

Através de sua Palavra o Senhor “leva-nos a descobrir que o seu amor não é triste, mas pura alegria que se renova quando nos deixamos amar por Ele: “O Senhor, teu Deus, está no meio de ti como poderoso salvador! Ele exulta de alegria por tua causa, pelo seu amor te renovará. Ele dança e grita de alegria por tua causa”. (Sf 3, 17) (Christus Vivit 111)

A partir disso, vemos que o Filho de Deus, pelo amor, se fez solidário com os homens pecadores, a fim de tornar os homens solidários com a vitória de Cristo sobre o pecado e a morte. São Paulo explana enfaticamente esse jogo da história da salvação: fala do primeiro Adão, que foi também até a morte, mas Jesus por obediência e amor; Ele assim quis resgatar o caminho da morte, santificando-o e furando finalmente a morte pela sua ressurreição (cf. Rm 5,12-19).

Finalmente precisamos concluir, lembrando que a Virgem Santíssima, por obediência e amor, disse sim ao anúncio do Arcanjo Gabriel, e por força do Espírito Santo que é Amor, concebeu Jesus Cristo!  


INTENÇÕES DO MÊS

Unidos ao Santo Padre o Papa Francisco e a toda a Igreja, continuamos intercedendo e rezando por suas intenções:

Neste mês de maio o Santo Padre pede pela evangelização: para que, através do empenho dos próprios membros, a Igreja na África seja fermento de unidade entre os povos, sinal de esperança para este continente.

E ainda neste mês mariano rezemos pedindo a intercessão de Nossa Senhora e São Miguel para que protejam a Igreja de seu inimigo, o diabo, que busca a divisão. Perseveremos, sejamos constantes, pois nos diz o Senhor: “pedi e se vos dará. Buscai e achareis. Batei e vos será aberto. Porque todo aquele que pede recebe. (cf. Mt 7, 7-8)

Lembremos ainda dos cristão, que são perseguidos e martirizados, por todo o mundo.

Pelo nosso Brasil, para que tudo esteja sob a ação da justiça Divina.

E que os cristãos, voltem-se para o Senhor e o testemunhem, reconhecendo-se filhos de Nossa Senhora e obedientes a ela, busquem a unidade e a paz.

Sagrado Coração de Jesus, nós esperamos e confiamos em Vós! 


REZEMOS

Rezemos nas intenções apresentadas para este mês de maio:

"Ó Coração Santo e Imaculado de Maria, pleno de misericórdia, tão atingido pela cegueira e profunda miséria dos muçulmanos. Vós, a Mãe de Deus feito homem, dai-lhes o conhecimento da nossa Santa Religião, a graça de a abraçar e praticar fielmente, a fim de que, pela vossa poderosa intercessão, estejamos todos reunidos na mesma fé, na mesma esperança e no mesmo amor do vosso divino Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, que foi crucificado e morreu para salvação de todos os homens, e que ressuscitou cheio de glória, e reina na unidade do Pai e do Espírito Santo, por todos os séculos dos séculos. Amém.

Ó Maria, concebida sem pecado, rogai por nós.

Nossa Senhora de África, rogai por nós, pelos muçulmanos, pelos judeus e todos os povos.

Consoladora dos aflitos, rogai por nós.”

Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.

Fonte - http://speminaliumnunquam.blogspot.com/2016/09/oracao-nossa-senhora-de-africa-pela.html

Compartilhar

Coração de Sião - Abril de 2019

| Imprimir | PDF 

2019 - ANO DO JUBILEU DA COMUNIDADE SIÃO - 25 ANOS

“Todos os caminhos do Senhor são graça e fidelidade”

Chegamos ao quarto mês do ano, iniciamos este mês na quarta semana de mais um período de  caminho quaresmal.

Agora, para você, essa é mais uma quaresma ou é a quaresma da sua vida?

Este é um período muito especial, em que transbordam do Senhor para cada um de nós, o seu Amor e a sua Misericórdia, para nossa libertação, purificação e renovação da vida cristã, o que nos proporcionará uma participação com maior plenitude e gozo do mistério pascal do Senhor. Por isso, devemos ter consciência e renová-la constantemente, que este tempo é penitencial, porém, não é triste e depressivo.

É necessário tomarmos posse que o amor do Senhor é infinito para com os seus, por isso, “todos os caminhos do Senhor são graça e fidelidade, para aqueles que guardam sua aliança e seus preceitos”. (Sl 24,10)

Para nos ajudar neste caminho, nos são oferecidas “três coisas, que mantêm a fé, dão firmeza à devoção e perseverança à virtude. São elas a oração, o jejum e a misericórdia. O que a oração pede, o jejum alcança e a misericórdia recebe. Oração, misericórdia, jejum: três coisas que são uma só e se vivificam reciprocamente. O jejum é a alma da oração e a misericórdia dá vida ao jejum. Ninguém queira separar estas três coisas, pois são inseparáveis. Quem pratica somente uma delas ou não pratica todas simultaneamente, é como se nada fizesse. Por conseguinte, quem ora também jejue; e quem jejua pratique a misericórdia. Quem deseja ser atendido nas suas orações, atenda as súplicas de quem lhe pede; pois aquele que não fecha seus ouvidos às súplicas alheias, abre os ouvidos de Deus às suas próprias súplicas”. (cf. sermão de S. Pedro Crisólogo)

"Junto aos rios da Babilônia nos sentávamos chorando. Como havemos de cantar os cantares do Senhor numa terra estrangeira?"(cf. Sl 136, 1-2). O que lemos neste Salmo é a tristeza dos judeus durante o exílio na Babilônia (587-537 a.C.).

Assim também há fases ou momentos de nossa vida, que também nos sentimos exilados; nosso coração parece habitar uma terra estrangeira e hostil. Não temos vontade de cantar, nem de sorrir. E nos deixamos arrastar pela tristeza, que logo se revela uma grande aliada do inimigo, pois tira a esperança de retornar à "nossa" Jerusalém. Temos em nós um território sagrado, que nos pertence, onde a sós com Deus, aconteça o que acontecer, podemos encontrar a paz.

É preciso retornar a esse santuário íntimo pelos caminhos de oração, jejum e da misericórdia. É preciso encontrar na Cruz de Cristo uma resposta. Ali a dor e o amor se entrelaçam, a tristeza se converte em esperança, e a morte anuncia a profecia da Ressurreição. Amém!


INTENÇÕES DO MÊS

Sempre unidos ao Papa Francisco e a toda a Igreja, intercedendo e rezando por suas intenções:

Neste mês de abril o Santo Padre pede: pelos médicos e pelo pessoal humanitário presentes em zonas de guerra, que arriscam a própria vida para salvar a dos outros.

Continuemos pedindo a Nossa Senhora e São Miguel que protejam a Igreja de seu inimigo, o diabo, que busca a divisão. Sejamos perseverantes e insistentes, pois nos diz o Senhor: “pedi e se vos dará. Buscai e achareis. Batei e vos será aberto. Porque todo aquele que pede recebe. (cf. Mt 7, 7-8)

Peçamos ainda pelos cristãos perseguidos e martirizados no mundo inteiro.

Pela nossa pátria, o Brasil, para que tudo esteja sob a ação da justiça Divina.

Que todos os cristãos, voltem-se para o Senhor e o testemunhem, reconhecendo-se filhos de Nossa Senhora e obedientes a ela, busquem a unidade e a paz.

Sagrado Coração de Jesus, nós esperamos e confiamos em Vós!   


REZEMOS

Rezemos nas intenções apresentadas para este mês de abril:

Neste tempo especial da quaresma, Senhor, recordas-nos que somos pecadores, convidando-nos à conversão radical das nossas vidas.

Hoje dizes-nos: “Convertei-vos e acreditai no Evangelho!”. É uma ordem de libertação de tudo o que nos degrada. Eis aqui a tarefa da Quaresma no caminho para a Páscoa.

A cinza é garantia da ressurreição do homem novo.

Queremos despojar-nos da hipocrisia que nos corrói: que saibamos procurar-Te e agradar-Te em segredo.

Queremos refazer a nossa opção batismal para chegar à noite da vigília pascal como homens e mulheres novos, renascidos do Teu Espírito. Amém!

Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.

Jesus, manso e humilde de coração, fazei o nosso coração semelhante ao Vosso!

 

Fonte - http://www.paroquiaqueijas.net/portal/evangelizacao/tempo-de-oracao/quaresma-pascoa/72-oracao-em-tempo-de-quaresma

Compartilhar

Coração de Sião - Março de 2019

| Imprimir | PDF 

2019 - ANO DO JUBILEU DA COMUNIDADE SIÃO - 25 ANOS

“Tudo o que podemos fazer são pequenas coisas com grande amor!” 

E o ano vai correndo, chegamos ao terceiro mês, que em seu início nos trás o carnaval.

Esta é uma festa que apresenta várias faces, sendo uma delas, uma das mais aconselháveis, aproveitar estes dias para se retirar, ou seja, ao invés de entrarmos nas coisas do mundo, sairmos delas, buscando o melhor! Deus!

Todos ou talvez quase todos que pensam na vida pós-morte, dizem que querem ir para o céu, ou seja, encontrar a Deus!

Na oração do Pai-Nosso, rezamos que Deus está nos Céus. Mas onde é esse Céu? A Igreja instrui que “essa expressão bíblica não significa um lugar “o espaço”, mas uma maneira de ser. Não o afastamento de Deus, mas Sua majestade. Nosso Pai não está “em outro lugar”, Ele está “para além de tudo” quanto possamos conceber a respeito de sua Santidade. Porque Ele é três vezes Santo, está bem próximo do coração humilde e contrito” (Catecismo da Igreja Católica 2794).

Então para estar em Deus e Deus em nós, é preciso sermos agradáveis a Ele, tendo “um espírito contrito, um coração arrependido e humilhado”. (Sl 50, 19)

No tempo, curto de vida na terra, precisamos estar em Deus. Diz São João: “Deus é amor, e quem permanece no amor permanece em Deus e Deus nele”. (cf. 1 Jo 4, 16).

Como aplicar todo esse conhecimento a nossa vida, diariamente?

Não podemos fazer grande coisas na terra. Tudo o que podemos fazer são pequenas coisas com grande amor (Santa Teresinha do Menino Jesus)

Em sua eternidade,Deus nos ama sempre. O seu amor por nós, eterno, se estende por toda nossa vida. Quando sou fraco diante de situações em que devo ser forte, Deus me ama. Quando não sou capaz de estender a mão a um irmão, Deus me ama. Quando não digo não ao erro, Deus me ama. Quando me conformo com situações de injustiça, Deus me ama. Quando sou ingrato com Deus e com o próximo, Deus me ama.

Deus me ama em qualquer circunstância, independente do meu erro. O amor Dele é por mim e não pelos meus erros. Isto é misericórdia. Deus, que teria todos os motivos para me condenar, me ama.

E eu! Por que não acolho o meu próximo quando ele está fraco? Por que não estendo a mão ao meu irmão quando ele necessita? Por que não digo não ao erro e insisto em errar? Por que não trabalho para que a justiça seja feita? Por que não agradeço a Deus e ao meu próximo por me amarem?

Amar a Deus, a nós mesmos e ao nosso próximo é uma escolha que precisamos fazer para que nossa vida se aproxime da vontade de Deus. É preciso, é uma necessidade de nossa alma: ‘Amar o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento!’ Esse é o maior e o primeiro mandamento. O segundo é semelhante a esse: ‘Amarás ao teu próximo como a ti mesmo’. (Cf. Mt 22, 37-40)

 


INTENÇÕES DO MÊS

Como nos dois primeiros meses, vamos permanecer durante este ano, unidos ao Papa Francisco e a toda a Igreja, intercedendo e rezando por suas intenções:

Neste mês de março o Santo Padre pede para rezarmos pelo “reconhecimento dos direitos das comunidades cristãs, em particular as que são perseguidas, para que sintam a proximidade de Cristo e para que os seus direitos sejam reconhecidos”.

E ainda continuemos e intensifiquemos as nossas orações pedindo à Nossa Senhora e a São Miguel que protejam a Igreja de seu inimigo, o diabo, que busca a divisão.

Pela nossa pátria, o Brasil, por todas os morrem no abandono, por suas famílias, pelas almas dos que perderam a vida e por todos que hoje se empenham e contribuem em dar dignidade no último momento.

Que todos os cristãos, voltem-se para o Senhor e o testemunhem, reconhecendo-se filhos de Nossa Senhora e obedientes a ela, busquem a unidade e a paz.

Sagrado Coração de Jesus, nós esperamos e confiamos em Vós!


REZEMOS

Reze apresentando ao Senhor as intenções para o mês de março:

Senhor meu Deus, não sei para onde vou. Não vejo o caminho em frente, nem sei ao certo onde ele findará. Na verdade nem me conheço e o fato de pensar que estou a seguir a Tua vontade não quer dizer que eu esteja a ser-lhe fiel. Mas creio que o desejo de Te agradar Te agrada realmente. E espero manter este desejo em tudo quanto fizer. Espero jamais fazer qualquer coisa alheia a esse desejo. Sei que, se agir assim, Tu me conduzirás pelo caminho certo, embora eu nada possa saber sobre ele. Por isso, sempre confiarei em Ti, mesmo que me sinta perdido ou às portas da morte, nada recearei, pois Tu estás sempre comigo e nunca me deixarás sozinho.

Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.

Jesus, manso e humilde de coração, fazei o nosso coração semelhante ao Vosso!

 

Fonte - formacao.cancaonova.com/igreja/doutrina/ceu-o-que-igreja-ensina/ - encontrocomcristo.com.br/oracao-de-thomas-merton/

Compartilhar
Back to top

Copyright © Comunidade Sião 2019

Template by Joomla Templates & Szablony Joomla.