Coração de Sião

Coração de Sião - Setembro de 2019

| Imprimir | PDF 

 

SETEMBRO 2019 - ANO DO JUBILEU - 25 ANOS

"O Amor de Deus é incondicional!" 

Neste mês, todo povo católico é convidado a se aproximar mais da Palavra de Deus e assim, ler, meditar, conhecer e aprofundar os seus conhecimentos bíblicos, pois celebramos em setembro no Brasil, a Bíblia.

Com toda a razão São Pedro ensinou: “antes de tudo, sabei que nenhuma profecia da Escritura é de interpretação pessoal porque jamais uma profecia foi proferida por efeito de uma vontade humana. Homens inspirados pelo Espírito Santo falaram da parte de Deus” (2Pd 1,20-21). A Carta aos Hebreus nos recorda que “a palavra de Deus é viva, eficaz, mais penetrante do que uma espada de dois gumes, e atinge até a divisão da alma e do corpo, das juntas e medulas, e discerne os pensamentos e intenções do coração” (Hb 4,12).

Nos dias de hoje existem muitas dúvidas relativas a Deus. Dúvidas como: “Deus é uma força? É uma natureza? É cada um de nós? Quem é Deus?”. Deparamo-nos com caricaturas d’Ele criadas pelo próprio homem; com isso, muitos caminham acompanhados por falsos deuses e se afastam da esplêndida experiência de conhecer profundamente o verdadeiro Deus e Seu Amor. Ele nos ensina por meio das palavras do profeta Oséias: “eu quero conhecimento de Deus e não holocausto”. É exatamente na Palavra o lugar por excelência para conhecer melhor o Senhor.

A Bíblia, livro Sagrado, nos revela os anseios do coração de Deus (cf. Pr 23, 26), os mandamentos d’Ele (cf. Mc 12, 30-31), Suas promessas para nós (cf. Mc 9,37). E São João define Deus da maneira mais perfeita: “Deus é amor” (1 Jo 4,8).

O Amor de Deus é incondicional e eterno (cf. Jr 31,3). Um amor concreto, que se manifesta no dia a dia, que nos conduz nos momentos de trevas e nos auxilia nas tribulações. A grande ausência que se manifesta na atualidade, é a ausência do amor de Deus; não porque Ele parou de nos amar, mas porque nós não encaramos a aventura de conhecer esse território do amor.

O Senhor nos criou para o amor e Seu desejo é nos conduzir pelas vias do amor. Diante de tantos discursos de ódio, divisões, brigas pelo poder e destruição da dignidade do homem, Ele quer que Seus filhos experimentem com mais e mais clareza o amor, que nos leva adiante, mesmo com diferenças; é a ponte que liga as pessoas, mesmo com discordâncias.

O Senhor nos convida, constantemente, a irmos adiante nesse caminho de conhecimento do Seu amor. É um caminho em direção a Ele, em direção ao nosso próximo e a nós mesmos. Se conhecermos profundamente o amor do Pai, conheceremos Deus, conheceremos a nós mesmos e, enfim, contribuiremos para uma sociedade justa e unida. Abra-se o Amor! 

FONTE – www.formacao.cancaonova.com


INTENÇÕES DO MÊS

Vamos interceder pedindo ao Senhor, como Igreja, pelas intenções do Santo Padre, o Papa Francisco:

Neste mês de setembro ele nos pede que rezemos, “pela proteção dos oceanos, para que políticos, cientistas e economistas trabalhem juntos pela proteção dos mares e dos oceanos”.

Peçamos também a intercessão de Nossa Senhora das Dores e São Miguel, que celebramos este mês, que protejam a Igreja de toda ação do inimigo de Deus que tenta semear a discórdia. Não esqueçamos que "o fruto da justiça semeia-se na paz para aqueles que praticam a paz”. (cf.Tg 3, 18).

Coloquemos como intenção nossos irmãos, os cristãos perseguidos e martirizados em todo o mundo.

Pelo nosso Brasil, que a justiça Divina, prevaleça sobre toda a violência, corrupção, descaso com a vida humana e seus valores.

Que o coração de todos se volte para ler, meditar e ouvir a Palavra do Senhor, e que a apliquem à sua vida.

Sagrado Coração de Jesus, nós esperamos e confiamos em Vós!


REZEMOS

Coloquemos neste mês as nossas intenções aos pés de Nossa Senhora das Dores e de São Miguel Arcanjo para que intercedam. Rezemos:

"Narram os céus a glória de Deus, e o firmamento anuncia a obra de suas mãos. O dia ao outro transmite essa mensagem, e uma noite à outra a repete. Não é uma língua nem são palavras, cujo sentido não se perceba, porque por toda a terra se espalha o seu ruído, e até os confins do mundo a sua voz; aí armou Deus para o sol uma tenda. E este, qual esposo que sai do seu casamento, exulta, como um gigante, a percorrer seu caminho. Sai de um extremo do céu, e no outro termina o seu curso; nada se furta ao seu calor. A Lei do Senhor é perfeita, reconforta a alma; a ordem do Senhor é segura, instrui o simples. Os preceitos do Senhor são retos, deleitam o coração; o mandamento do Senhor é luminoso, esclarece os olhos. O temor do Senhor é puro, subsiste eternamente; os juízos do Senhor são verdadeiros, todos igualmente justos. Mais desejáveis que o ouro, que uma barra de ouro fino; mais doces que o mel, que o puro mel dos favos. Aceitai as palavras de meus lábios e os pensamentos de meu coração, na vossa presença, Senhor, minha rocha e meu redentor." (Sl 18, 2-11.15)

Jesus manso e humilde de coração, fazei nosso coração semelhante ao Vosso.

Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós.

Pai Nosso, Ave Maria e Glória.

Compartilhar

Coração de Sião - Agosto de 2019

| Imprimir | PDF 

AGOSTO 2019 - ANO DO JUBILEU - 25 ANOS

“JUBILEU DE PRATA”

Meus irmãos, este mês é especial para a Comunidade Católica Sião, pois é em agosto, mês vocacional, que celebramos o nosso aniversário de fundação, quando teve início o que Senhor suscitou no coração de nosso fundador, o desejo de uma obra nova, a vivência de um carisma, para o serviço da Igreja.

Agora, neste ano estamos celebrando nosso jubileu! Vigésimo quinto ano de fundação. Nesses vinte cinco anos o Senhor nos deu a oportunidade de experimentarmos de forma extraordinária a sua graça em nossas vidas, através de um carisma próprio, o “Amor do Pai”.

Foram anos de uma experiência inexplicável da sua divina providência, muitas lutas, na busca da implantação do Reino de Deus, pois através do carisma, o Senhor nos deu a missão “Viver o Amor onde se fizer necessário”!

Nesses anos, cada um dos membros também teve a oportunidade, através dos irmãos de Comunidade, sacerdotes, amigos e voluntários, de fazer a experiência da vida fraterna, conforme nas primeiras comunidades cristãs. Colocamos em comum nossas vidas, lutas, desafios, vícios e virtudes e tudo mais, nos momentos de oração, apostolado, formação e partilhas.

Então celebrar esta festa, o “Jubileu”, também significa irmos ao encontro da tradição, pois essa festa tem suas origens no Judaísmo e foi encontrado no Cristianismo, no Livro do profeta Isaías, mais precisamente no capítulo 61 e nos versículos 1 e 2, que nos apresenta o anúncio do ano de cumprimento do Senhor, o dia da vingança de Deus e o consolo aos tristes. No hebraico Jubileu era yobel, no latim tinha-se iubilum, que era uma derivação do verbo iubilare, o qual era atribuído aos pastores que aplaudiam quando algo acontecia e os deixava alegres e felizes. Por isso que nas primeiras traduções da Bíblia para o latim, o sacerdote São Jerônimo, incorporou o termo hebraico como uma expressão de alegria e referência a um ano excepcional de liberação. Assim sendo, tem-se como sinônimos para a palavra jubileu: graça, sabático e ano santo.

Através do jubileu de Sião, seus membros, sacerdotes, amigos e voluntários estão vivendo este tempo de graça, tempo de júbilo, de alegria. Tempo de cura, de libertação.

Encerro essa reflexão com um convite! Venha à Sião e viva essa experiência, através de momentos de oração e convivência com seus membros. Este é o ano especial da graça! O que recebemos não pode ser retido, o que recebemos é para ser manifestado a todos.            

FONTE -https://www.significadosbr.com.br/jubileu


INTENÇÕES DO MÊS

Intercedamos pedindo ao Senhor, com toda a Igreja, pelas intenções do Santo Padre, o Papa Francisco:

Neste mês vocacional ele nos pede que rezemos, “para que as famílias, graças a uma vida de oração e de amor, se tornem cada vez mais 'laboratórios de humanização'”.

Peçamos também a intercessão de Nossa Senhora e São Miguel, para que protejam a Igreja de toda ação do diabo, que constantemente semea a divisão. Tudo seja segundo o querer do Senhor, pois precisamos: “buscar o Senhor enquanto se pode achar, invocá-lo enquanto está perto” (cf. Is 55,6).

Lembremos também e rezemos pelos nossos irmãos, os cristãos, que são perseguidos e martirizados em todo o mundo.

Por nosso país, o Brasil, que a justiça Divina, prevaleça sobre toda a violência, corrupção, descaso com a vida humana e seus valores.

Que todos voltem o coração para o Senhor e ouçam sua voz, seu chamado, para que melhor se realize o Seu plano de amor em nossa vida, através de nossa vocação.

E rezemos pela Comunidade Sião, que seja constante fonte do “Amor do Pai” e realize sempre sua missão, “Viver o Amor onde se fizer necessário”.

Sagrado Coração de Jesus, nós esperamos e confiamos em Vós!


REZEMOS

Coloquemos nossas intenções aos pés de Nossa Senhora Rainha, para que ela interceda! Rezemos:

“Senhor Jesus, nasceste no seio da Sagrada Família, um lugar cheio de Deus, na escuta da sua vontade e na disponibilidade para a realizar. Nós Te pedimos, em união com o Papa Francisco, por todas as famílias, para que sintam sempre a tua presença, aprendam os teus gestos de amor e compaixão e sejam no mundo sinal do teu Reino. Pedimos-Te pelas famílias que vivem dificuldades, para que encontrem quem as possa ajudar e vivam com serenidade as suas provações. Pedimos-Te ainda pelos sacerdotes, religiosos(as), consagrados(as), de modo particular os da Comunidade Sião e todos os missionários, que saibam superar as barreiras que queiram impedi-los de realizar a missão a eles confiada”.

Jesus manso e humilde de coração, fazei nosso coração semelhante ao Vosso.

Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós.

Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória

Fonte - https://redemundialdeoracaodopapa.pt/rezar-com-o-papa/intencoes/2019/8

Compartilhar

Coração de Sião - Julho de 2019

| Imprimir | PDF 

2019 - ANO DO JUBILEU DA COMUNIDADE SIÃO - 25 ANOS

“O amor à Virgem Mãe de Deus”

Com o mês de julho entramos no segundo semestre de 2019, neste mês, tempo comum, muitas memórias são celebradas, porém a que nos chama a atenção é a de Nossa Senhora do Carmo, celebrada no dia 16 de julho.

A história da Igreja nos apresenta uma linda página marcada pelos homens de Deus, mas também pela dor, fervor e amor à Virgem Mãe de Deus.

Carmelo (em hebraico, “carmo” significa vinha; e “elo” significa senhor; portanto, “Vinha do Senhor”): este nome nos aponta para a famosa montanha na Palestina, donde o profeta Elias e o sucessor Elizeu fizeram história com Deus e com Nossa Senhora, que foi prefigurada por primeiro numa pequena nuvem (cf. 1 Rs 18,20-45).

Estes profetas foram “participantes” da Obra Carmelita, que só vingou devido à intervenção de Nossa Senhora, pois a parte dos monges do Carmelo que sobreviveram (século XII) da perseguição dos muçulmanos, chegaram fugidos na Europa e elegeram São Simão Stock como seu superior geral; este, por sua vez, estava no dia 16 de julho intercedendo com o Terço, quando Nossa Senhora apareceu com um escapulário na mão e disse-lhe: “Recebe, meu filho, este escapulário da tua Ordem, que será o penhor do privilégio que eu alcancei para ti e para todos os filhos do Carmo. Todo o que morrer com este escapulário será preservado do fogo eterno”.

A tradição nos conta que São Simão Stock recorria à Maria sem cessar, com muito fervor, pedindo-lhe que manifestasse sua proteção aos carmelitas e que não deixasse morrer a Ordem que nascera para honrá-la e imitá-la. Sua oração chegou ao coração materno de Nossa Senhora...

Vários Papas promoveram o uso do escapulário e Pio XII chegou a escrever: “Devemos colocar em primeiro lugar a devoção do escapulário de Nossa Senhora do Carmo – e ainda – escapulário não é ‘carta-branca’ para pecar; é uma ‘lembrança’ para viver de maneira cristã, e assim, alcançar a graça duma boa morte”.

Hoje, em nossos dias, vemos que muitas pessoas sem o conhecimento necessário, usam o escapulário, sem a devida devoção, que nos deve levar a imitação, obediência e submissão à Nossa Senhora. Quando o utilizamos como um adorno, como um amuleto, a promessa de Nossa Senhora não se realizará.

Vejamos, pois que Nossa Senhora, ao dar o escapulário para São Simão Stock, quis simbolizar a proteção que exerceria sobre todos os membros da Ordem. Os carmelitas, de sua parte, também viram no uso do escapulário uma maneira externa de manifestar a razão principal de suas vidas: revestirem-se das virtudes de Maria.

É este o fundamento da devoção ao escapulário: pedir a proteção de Maria, empenhando-se em imitar sua vida, procurando praticar as mesmas virtudes que ela praticou. 

FONTE - https://santo.cancaonova.com/santo/nossa-senhora-do-carmo/ - https://padrepauloricardo.org/blog/o-escapulario-de-nossa-senhora-do-carmo 


INTENÇÕES DO MÊS

Todos os meses nos colocamos diante do Senhor, com toda a Igreja, para interceder, rezando pelas intenções do Santo Padre, o Papa Francisco: Neste mês de junho o Santo Padre pede pela evangelização dos sacerdotes, para que, com a sobriedade e humildade da sua vida, se empenhem numa solidariedade ativa para com os mais pobres.

E ainda neste mês que celebramos do Sagrado Coração e Imaculado Coração de Maria, rezemos pedindo a intercessão de Nossa Senhora e São Miguel para que protejam a Igreja de seu inimigo, o diabo, que busca a divisão.

Sejamos constantes, perseveremos, pois nos diz o Senhor: “pedi e se vos dará. Buscai e achareis. Batei e vos será aberto. Porque todo aquele que pede recebe”. (cf. Mt 7, 7-8)

Coloquemos ainda nas nossas intenções os cristãos, perseguidos e martirizados, em todo o mundo.

Por nosso Brasil, que tudo esteja sob a ação da justiça Divina.

E ainda que todos os cristãos se voltem para o Senhor e sejam testemunhas, como filhos de Nossa Senhora e obedientes a ela, busquem a unidade e a paz.

Sagrado Coração de Jesus, nós esperamos e confiamos em Vós! 

 


REZEMOS

Entreguemos nossas intenções, a intercessão de Nossa Senhora do Carmo, rezando:

Pai de bondade, o teu Filho Jesus foi vítima de uma tremenda injustiça, no desejo de morte que os seus adversários tinham para com Ele. Hoje, tantos irmãos e irmãs nossos são vítimas da injustiça, de falsos julgamentos. Tantos procuram ser favorecidos por causa do seu poder e influência. Senhor, converte o nosso coração à verdade e a uma vida íntegra, à semelhança de Jesus. Pedimos-te que o teu Espírito Santo seja o guia de todos os que administram a justiça, para que esta seja um reflexo da tua verdade no mundo.

Jesus manso e humilde de coração, fazei nosso coração semelhante ao Vosso.

Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós.

Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.

Fonte - https://redemundialdeoracaodopapa.pt/rezar-com-o-papa/intencoes/2019/7

Compartilhar
Back to top

Copyright © Comunidade Sião 2019

Template by Joomla Templates & Szablony Joomla.