dicas culturais

Livro: Introdução ao Cristianismo - Joseph Ratzinger

| Imprimir | PDF 

Introdução ao Cristianismo, de J. Ratzinger, é uma pérola teológica. O livro, escrito no final da década de 1960, com uma introdução recente feita pelo próprio autor, traduz aquele momento brilhante da teologia. É maravilhosa síntese do Credo. Buscava-se, então, em meio a uma riqueza teológica exuberante, elaborar sínteses que fossem bússolas para o leitor cristão navegar com tranqüilidade por mares nunca dantes freqüentados.

A partir de uma densa compreensão da fé, o leitor percorre artigo por artigo do Credo, adentrando-se, nas verdades do Símbolo Apostólico. A fé é um dom, mas é feita a um ser racional que pede um mínimo de inteligência de quem crê. Este texto abre caminho para a caminhada em meio às difíceis veredas da modernidade iluminista.

Compartilhar

Leia mais...

Once Upon a Time (série)

| Imprimir | PDF 

Um inglês gorducho e simpático chamado Gilbert Keith Chesterton escreveu certa vez que o propósito dos contos de fadas não é ensinar às crianças que dragões existem, mas que os dragões podem ser derrotados. Segundo ele, o bebê já conhece o dragão desde o momento em que tem imaginação. O que os contos de fadas dão é um São Jorge para matar o dragão. E Once Upon a Time não foge a essa missão, copiada pelas óperas e pelas novelas (a versão moderna da ópera) com um açúcar excessivo: trazer um herói e, junto com ele, a fé de que o mal é derrotado no fim.

Exilados neste mundo

Imaginem que o mundo dos contos de fadas veio parar no nosso mundo, mais exatamente, no estado norte-americano do Maine, como uma espécie de exílio criado pela maldição da Rainha Má Regina (que surpresa, é “rainha” em latim) em um ato — meio desesperado, é verdade — para derrotar a Branca de Neve e todos que ela ama. Porém, ao contrário de enredos que seguem a linha do fantástico vindo visitar o real — como o filme Encantada(2007) — os personagens fantásticos não têm a menor consciência de nada. Vivem no mundo real como se dele pertencessem, totalmente enfeitiçados, e nem mesmo levantam dúvidas sobre como vieram parar aqui. Apenas uma pessoa pode salvar esses personagens: a filha da Branca de Neve com o Príncipe Encantado, uma moça chamada Emma Swan, enviada para este mundo ainda bebê, agora já adulta e com um filho de uma gravidez acidental que foi levado à adoção e acolhido, sem qualquer coincidência, pela Rainha Má, que agora é prefeita da cidadezinha que aprisiona todos os personagens. É este garoto que convence Emma a assumir-se como sua mãe biológica e engajar-se numa operação para derrotar a Rainha Má.

Além da Rainha Má e de quem colabora com ela, o garoto é o único que sabe da realidade daqueles pobres seres fantásticos aprisionados neste mundo, apoiado em algo que poderia ser chamado de fé num livro de histórias — o inglês “story book” assemelha-se ao som do nome da cidade, Storybrooke. Sua determinação em salvá-los usando histórias infantis é obviamente vista como coisa de criança; até que os eventos comecem a fazer sentido entre si.

Em quase toda a primeira temporada, cada personagem tem sua história contada em paralelos entre o mundo fantástico e o real. E é aí que está a parte mais bacana em curtir a série pelo ponto de vista católico.

Valores cristãos em toda a parte

 Não é segredo para ninguém que contos de fadas passam mensagens profundamente cristãs em roupagens do folclore europeu e do código de cavalaria, mesmo sem pronunciarem uma palavra de cristianismo. Todos falam de vícios e valores, tentações e temperança, mentira e sinceridade, valentia e covardia, responsabilidade e o valor das coisas, pessoas e atitudes. Falam sobre a recompensa de virtudes como trabalho, persistência, paciência e fé, e o custo pesado de vícios como preguiça, avareza, ganância e ira. Em muitas dessas histórias há a tentação de um caminho fácil, como invocar magia para segurar um amor ou esquecê-lo, e transformar palha em ouro com uma roca de fiar. Quem cede à tentação geralmente se dá mal, mas sempre há esperança quando se cultiva a força mais imponente de todas: o amor.

Compartilhar

Leia mais...

Livro: São José, Guardião Eucarístico

| Imprimir | PDF 

São José, Guardião Eucarístico

Através de 31 meditações, São Pedro Julião Eymard apresenta São José – ao lado da Santíssima Virgem – como guardião e perfeito adorador do Santíssimo Sacramento São José é o exemplo para todos aqueles que realmente desejam, com verdadeiro amor, se aproximar da Sagrada Eucaristia.
Belo é viver um mês inteiro com Maria e São José junto da pessoa adorável de Nosso Senhor Jesus Cristo no Santíssimo Sacramento deste modo, cada fiel pode encontrar a adequada preparação para a eterna vida de adoração no céu.

Compartilhar

Leia mais...

Livro: A Eucaristia, Pão da vida Eterna

| Imprimir | PDF 

Esta obra destina-se especialmente às crianças e aos jovens, mas todos poderão aproveitá-la com muito fruto. Apresenta de forma simples e muito ágil, com numerosas ilustrações coloridas, o Sacramento da Eucaristia.

O percurso didático parte das prefigurações da Eucaristia no antigo Testamento, detém-se a seguir nos episódios evangélicos em que Jesus a anuncia e institui esse Sacramento, para chegar a seguir à explicação teológica.

O livro apresenta uma ampla seção é dedicada a ilustrar as partes da Santa Missa e os objetos litúrgicos utilizados durante a celebração. Há ainda uma parte dedicada à importância da Eucaristia para o povo de Deus.

A Eucaristia é o coração e o cume da vida da Igreja, porque nela Cristo associa a sua Igreja e todos os seus membros ao seu próprio sacrifício de louvor e ação de graças, oferecido ao Pai de uma vez por todas sobre a Cruz: através deste sacrifício, Ele difunde as graças da salvação sobre o seu corpo, que é a Igreja.

Um livro para todos entenderem e amarem a Eucaristia.

Compartilhar

Leia mais...

Livro: Ideologia de Gênero: O Neototalitarismo e a morte da Familia

| Imprimir | PDF 

Uma Ideologia que apresenta o gênero como o sexo construído socialmente: (...) o sexo é o corpo, ou seja, o aspecto biológico dos seres humanos, algo completamente secundário. Eis a ideologia de gênero, que percebe a diferença biológica quase como uma provocação ao confronto e não como um chamado à complementariedade. A população de divide em homens e mulheres, não em homossexuais e heterosexuais. Esta última classificação é perigosa, pois tende a colocar no mesmo nível uma anormalidade (o homossexualismo) e a normalidade sexual, como se tudo fosse uma mera questão de legítima opção. No presente livro a "Ideologia de Gênero", Jorge Scala conserva sua habitual precisão dos termos, sua clareza na exposição dos temas e sua crítica sistemática a cada uma das teses.Conclui com um convite à esperança, uma vez que tal ideologia, como todas as outras, está fadada à desaparição. Cabe a nós lutarmos contra ela a fim de minimizar seus danos ao ser humano, à família, à sociedade e sua ofensa à soberania de Deus.

Entrevista com Jorge Scala (autor do livro)

Brasília, 31 de Janeiro de 2012 (Zenit.orgThácio Lincon Soares de Siqueira 

O livro “Ideologia de Gênero: neototalitarismo e a morte da família”, cuja versão em português esteve aos cuidados da editora Katechesis, é um livro do advogado pró-vida, argentino, Jorge Scala, lançado no Brasil em Outubro do ano passado. Zenit entrevistou o autor, que nos explicou brevemente o significado do seu livro e os perigos desta ideologia nas nossas sociedades.

Por que um livro sobre a ideologia de gênero?

A razão é simples: a ONU criou uma Agência do Gênero. Essa agência se dedica a controlar que todos os organismos e programas da ONU incluam o gênero. Por sua vez, a União Européia e o Banco Mundial condicionam os empréstimos para o desenvolvimento dos países pobres, por cláusulas da difusão de Gênero. Finalmente, se incorporou o gênero no sistema educacional dos nossos países. Dado tudo isto, é necessário investigar o que é o gênero.

O que significa dizer que a ideologia de gênero é uma ideologia e não uma teoria ou uma descoberta científica?

Compartilhar

Leia mais...

Back to top

Copyright © Comunidade Sião 2017

Template by Joomla Templates & Szablony Joomla.