Notícias

Papa destaca importância da cidadania e da liberdade religiosa

Imprimir PDF

 

O Papa Bento XVI recebeu no sábado, 12, os membros da Associação Nacional das Comunidades Italianas (ANCI) e destacou, em seu discurso, a importância da cidadania, tema amplamente refletido pela Igreja e pelo governo italiano, ressaltando que a cidadania constitui um dos âmbitos fundamentais da vida e da convivência entre as pessoas.

 

“Hoje a cidadania se coloca, justamente, no contexto da globalização, que se caracteriza, entre outras coisas, pelos grandes fluxos imigratórios. Diante desta realidade é preciso saber ligar solidariedade e respeito às leis, para que a harmonia social não seja perturbada e se tenha consideração pelos princípios de direito e pela tradição cultural também religiosa”, enfatizou o Santo Padre.

Bento XVI ressaltou aos prefeitos, que deles é requisitado sempre uma especial dedicação ao serviço público que esses prestam aos cidadãos, sendo eles promotores da colaboração, da solidariedade e da humanidade.

Compartilhar

Leia mais...

Tribunal decide pela permanência dos crucifixos nas escolas

Imprimir PDF

 

O veredito final, que não é passível de recurso, encerra o chamado “caso Lautsi”, tendo o TEDH decidido por maioria, com 15 votos contra 2, que não estava em causa qualquer violação da Convenção Europeia dos Direitos do Homem de 1950. “O Tribunal considerou, em particular, que a questão da presença dos símbolos religiosos nas salas de aulas resulta, em princípio, da apreciação do Estado – tanto mais na falta de consenso europeu nesta questão – na medida, contudo, em que as escolhas neste domínio não conduzam a uma forma de doutrinamento”, informou o comunicado divulgado pela página oficial do TEDH.

A cidadã italiana de origem finlandesa, Soile Lautsi, apresentou uma queixa contra o Estado italiano em Estrasburgo, França, no ano de 2006, após o instituto público Vittorino da Feltre, frequentado pelos seus filhos, se ter negado, em 2002, a retirar os crucifixos que ali se encontravam expostos.

Compartilhar

Leia mais...

Solidariedade com o Japão: oração contínua em Lourdes

Imprimir PDF

 

Uma oração contínua foi organizada para "dar apoio moral e espiritual ao valente povo japonês", informa um comunicado emitido pelos santuários da localidade que foi testemunha das aparições de Maria.

"Diante do horror do drama nuclear que ameaça o arquipélago nipônico, decorrente do terremoto e do tsunami, todas as missas celebradas  em Lourdes a partir deste 16 de março até 20 de março serão dedicadas às intenções dos habitantes do Japão",detalha a fonte.

O comunicado pede que "durante este período, as pessoas que rezam o terço retransmitido da Gruta de Massabielle, toda tarde, no site dos Santuários de Lourdes, rezem de todo coração pelas vítimas desta catástrofe que comove a humanidade e perante a qual nos sentimos tão impotentes".

                                                                                                                    zenit

Compartilhar

Apelo para a reconstrução urbanística e humana de Petrópolis e Teresópolis

Imprimir PDF

Passaram-se dois meses das grandes chuvas que devastaram a Região Serrana do Rio de Janeiro e a nossa Petrópolis e Teresópolis, chegando a causar cerca de 900 mortos sem contar os desaparecidos. Estamos diante de um dos maiores desastres naturais do Brasil. No meio de tanta dor, grande foi a solidariedade de muitas pessoas de todo o País e do exterior, que trouxe conforto e esperança.

Estamos na fase de reconstrução que procede lentamente enquanto muitas famílias permanecem nos abrigos e diminui a presença dos voluntários. Como era previsível, os holofotes deixaram a Região Serrana e as feridas da chuva foram encobertas sem ser curadas. O pior mal que pode acontecer à nossa Cidade é a perda da memória.

Acusou-se como uma das causas das mortes a ocupação irresponsável de muitas áreas de risco; mas sinceramente quem a favoreceu? E por acaso os pobres gostam de viver em zonas de risco? Era esta a única possibilidade de uma moradia acessível, mesmo que precária.

Compartilhar

Leia mais...

Apresentado o novo livro de Bento XVI

Imprimir PDF

Lançado nesta quinta-feira, 10, em sete idiomas, o segundo volume do livro “Jesus de Nazaré” de Joseph Ratzinger - Bento XVI. A obra, em nove capítulos, é dedicada aos momentos que precederam a morte de Jesus e a sua ressurreição, mostrando, segundo o Papa, as palavras e acontecimentos decisivos da vida de Cristo.

Em audiência nesta quarta-feira, 9, no Vaticano, o diretor da Principia Editora, Henrique Mota, entregou a versão em português ao Pontífice, juntamente com os responsáveis pelas edições nas outras seis línguas em que o livro foi editado: alemão, italiano, inglês, espanhol, francês e polonês. A tiragem inicial é de 1,2 milhões de exemplares, já reservados pelas livrarias do mundo, e  também estão sendo vendidos os direitos da obra para mais de vinte línguas.

Compartilhar

Leia mais...

Mensagem do Papa para a quaresma

Imprimir PDF

MENSAGEM DE SUA SANTIDADE 
PAPA BENTO XVI
 
PARA A QUARESMA DE 2011
 
«Sepultados com Ele no batismo, 
foi também com Ele que ressuscitastes» (cf. 
Cl 2, 12)

 

Amados irmãos e irmãs!
A Quaresma, que nos conduz à celebração da Santa Páscoa, é para a Igreja um tempo litúrgico muito precioso e importante, em vista do qual me sinto feliz por dirigir uma palavra específica para que seja vivido com o devido empenho. Enquanto olha para o encontro definitivo com o seu Esposo na Páscoa eterna, a Comunidade eclesial, assídua na oração e na caridade laboriosa, intensifica o seu caminho de purificação no espírito, para haurir com mais abundância do Mistério da redenção a vida nova em Cristo Senhor (cf. Prefácio I de Quaresma).
Homiliana Festa do Baptismo do Senhor, 10 de Janeiro de 2010). São Paulo, nas suas Cartas, insiste repetidas vezes sobre a singular comunhão com o Filho de Deus realizada neste lavacro. O fato que na maioria dos casos o Batismo se recebe quando somos crianças põe em evidência que se trata de um dom de Deus: ninguém merece a vida eterna com as próprias forças. A misericórdia de Deus, que lava do pecado e permite viver na própria existência «os mesmos sentimentos de Jesus Cristo» (Fl 2, 5), é comunicada gratuitamente ao homem.
O Apóstolo dos gentios, na Carta aos Filipenses, expressa o sentido da transformação que se realiza com a participação na morte e ressurreição de Cristo, indicando a meta: que assim eu possa «conhecê-Lo, a Ele, à força da sua Ressurreição e à comunhão nos Seus sofrimentos, configurando-me à Sua morte, para ver se posso chegar à ressurreição dos mortos» (Fl 3, 1011). O Batismo, portanto, não é um rito do passado, mas o encontro com Cristo que informa toda a existência do batizado, doa-lhe a vida divina e chama-o a uma conversão sincera, iniciada e apoiada pela Graça, que o leve a alcançar a estatura adulta de Cristo.

Compartilhar

Leia mais...

Campanha da Fraternidade 2011

Imprimir PDF

 

Aquecimento global e mudanças climáticas são colocados em debate pela CF-2011

cartazcf2011 “Contribuir para a conscientização das comunidades cristãs e pessoas de boa vontade sobre a gravidade do aquecimento global e das mudanças climáticas, e motivá-las a participar dos debates e ações que visam enfrentar o problema e preservar as condições de vida no planeta”.

Este é o objetivo da Campanha da Fraternidade 2011 (CF), que será aberta, em nível nacional, na Quarta-feira de Cinzas, 9 de março, na sede da CNBB.

Com o tema “Fraternidade e a Vida no Planeta” e o lema “A criação geme em dores de parto”, a CF chama a atenção especialmente para as questões do aquecimento global e das mudanças climáticas.

Motivada pela fé

Segundo o secretário geral da CNBB, dom Dimas Lara Barbosa, é a fé que motiva a Igreja a discutir temas como o proposto pela CF-2011. “A fé nos torna específicos numa discussão como essa. A nossa fundamentação é teológica e se baseia no próprio projeto de Deus para com a criação e para com o ser humano”, explica.

Dom Dimas destacou ainda que a ecologia humana é de “suma importância” para as discussões porque trata a vida como um todo e não distingue a vida do planeta da vida dos seres humanos. “A ecologia humana é um tema fundamental trazido pelo papa João Paulo II e, depois, por Bento XVI. De acordo com o papa, o centro do universo está na pessoa humana e, muitas vezes, as políticas públicas não levam em conta esses dois pontos, principalmente as pessoas mais vulneráveis, os mais pobres”.

A partir de março, o debate do tema proposto pela Campanha ganha as paróquias, comunidades e os mais diversos espaços.“A temática é uma preocupação social da Igreja que quer despertar as pessoas para a educação ambiental porque, a partir do nosso dia-a-dia, precisamos diminuir o consumo e tomar algumas medidas que impliquem em menos gasto e mais educação para a vida do nosso planeta”, sublinhou o secretário executivo da CF, padre Luiz Carlos Dias.

Compartilhar

Leia mais...

Back to top

Copyright © Comunidade Sião 2018

Template by Joomla Templates & Szablony Joomla.