Cuba devolve templos que havia roubado da Igreja. Valeu, Papa Francisco!

Cuba devolve templos que havia roubado da Igreja. Valeu, Papa Francisco!

capela_havana

A intervenção diplomática do Papa Francisco no processo de reaproximação dos EUA e Cuba já está rendendo bons frutos para o cristianismo na ilha caribenha. Segundo o Jornal O Globo, Raúl Castro está acelerando a restituição de propriedades da Igreja Católica que haviam sido confiscadas pelo governo, entre elas a capela da antiga Universidade de Santo Tomás de Villanueva, em Havana, e o antigo Colégio dos Padres Jesuítas, em Cienfuegos.

Não se trata de nenhuma mudança retumbante: é um processo discreto e lento. Mas certamente deve ser comemorado! Alguns imóveis já haviam sido devolvidos desde a visita de Bento XVI a Cuba. Na ocasião, o Papa pediu que o governo da ilha respeitasse mais amplamente os direitos humanos, e também pediu o fim do embargo americano. Francisco, portanto, dá continuidade ao trabalho diplomático de seu antecessor e de João Paulo II.

Os imóveis devolvidos à Igreja estão em mau estado de conservação – como, aliás, está quase tudo na grande favela que é Cuba. A citada capela da Universidade de Santo Tomás (universidade esta que pertencia à Igreja) foi saqueada e está sem uma parte do teto. Porém, é bastante provável que os católicos cubanos que vivem nos EUA ajudem a reformar esses espaços. São esses cidadãos, aliás, quem financiarão a construção de uma nova igreja em Cuba,após mais de 50 anos de proibição desse tipo de construção (Fonte: G1).

Como já explicamos (veja aqui), todo governo socialista – mesmo aqueles de países democratas – persegue a Igreja Católica, pois isso está na raiz da filosofia marxista. O socialismo é inimigo de Cristo. Mas, desde o papado de São João Paulo II, a Igreja optou pela via do diálogo com a ditadura cubana. Desde então, o feriado de Natal foi reconhecido na ilha, os católicos ganharam algumas poucas – mas importantes – liberdades e alguns prisioneiros políticos foram soltos.

Quando ainda era cardeal, o Papa Francisco – então Jorge Bergoglio – escreveu um livro em que detona com a Revolução Cubana e com a ideologia socialista. Infelizmente, é um livro pouco conhecido, chamado “Dialogos entre Juan Paulo II y Fidel Castro”. Enquanto vocês não têm acesso a essa aprazível leitura, saboreiem a lembrança desse glorioso momento da história cubana:

fidel_queda

AHAUHAUHAUAHUAAHUAH… (cof! cof!… pausa pra eu respirar um pouquinho…) AHUAHAUHAUAHUHA

Agora em slow motion

slow_motion

Pô, é difícil arrumar mobília nova em Cuba, e o cara ainda arrebenta as cadeiras com a fuça? O que é isso, companheiro?

- See more at: http://ocatequista.com.br/archives/14619#sthash.Llb79bLD.dpuf

Compartilhar

Imprimir PDF

Back to top

Copyright © Comunidade Sião 2019

Template by Joomla Templates & Szablony Joomla.