“Oitenta por cento das pessoas perseguidas por causa de sua fé são cristãs”, afirma presidente do Pontifício Conselho para a Unidade dos Cristãos

KurtKoch_MartaJimenez_ACIPrensa

O site ACI/EWTN Noticias informou nesta segunda-feira (28/07/14), que o Presidente do Pontifício Conselho para a Unidade dos Cristãos, Cardeal Kurt Koch, fez um chamado a não ficarmos calados ante este tipo de situações e, seguindo o Papa, reafirma a importância do ecumenismo.

Em uma entrevista ao L’Osservatore Romano, o Cardeal Kut Koch advertiu que “calcula-se que 80% das pessoas perseguidas por causa de sua fé são cristãs” e alentou a “sermos mais corajosos em denunciar as perseguições contra os cristãos, porque hoje temos mais perseguições do que nos primeiros séculos depois de Cristo”.

O Cardeal Koch manifestou que diante desta realidade, urge uma maior convergência no plano ecumênico com as demais Igrejas cristãs. “Todas as comunidades, todas as Igrejas tem seus mártires. O sangue não divide, mas une. Na Igreja antiga se dizia que os mártires são semente de novos cristãos. Hoje podemos dizer que os mártires são a semente do ecumenismo e da unidade para a futuro”, enfatizou.

“O Papa Francisco fala de ecumenismo do sofrimento. Este é o alicerce mais profundo e espiritual do compromisso ecumênico. Isto é válido, sobretudo, nos Países de origem do cristianismo, no Oriente Médio, onde os cristãos fogem, são obrigados a sair, porque se continuam aí são mortos”, adicionou.

Apesar de tudo, ele vê avanços positivos em alguns lugares, como no caso da Síria onde a perseguição uniu os cristãos.

Fonte:http://www.acidigital.com/noticias/oitenta-por-cento-das-pessoas-perseguidas-por-causa-de-sua-fe-sao-cristas-afirma-presidente-do-pontificio-conselho-para-a-unidade-dos-cristaos-61469/

Compartilhar

Imprimir PDF

Back to top

Copyright © Comunidade Sião 2019

Template by Joomla Templates & Szablony Joomla.