dicas culturais

Livro: A Guerra dos Cristeros

| Imprimir | PDF 

O livro relata, de forma sucinta, a guerra que os católicos mexicanos travaram entre 1926 e 1929 contra o governo de seu país, que queria acabar com a presença da Igreja no México. Os católicos que pegaram em armas foram chamados de "cristeros" por seus inimigos, em razão de seu grito de combate "Viva Cristo Rei". O nome fez fortuna, pois tinha a virtude de explicar a dimensão mais profunda da luta, e foi logo adotado por todos.

Ficha Técnica

Autor: Enrique Mendoza Delgado
Ano: 2013
Edição: 1ª
Número de páginas: 128
ISBN: 978-85-66764-00-0
 
Compartilhar

Livro: O Irmão de Assis - Inácio Larrañaga

| Imprimir | PDF 

Um dos mais importantes livros de Inácio Larrañaga, O Irmão de Assis é uma obra encantadora, que pretende desvelar o mistério de São Francisco, a profundidade de sua vida e sua mensagem de amor.

O livro apresenta-nos a simpática figura de São Francisco de Assis, a sua profundidade de vida, a sua mensagem de amor, como uma lufada de ar puro, na Igreja, no tempo do Papa Inocêncio III. Apresenta-nos o sentido profundamente inovador (no campo monástico) da Ordem do Irmão de Assis, a fidelidade total à Dama Pobreza, fugindo de toda a posse de bens e instalação no mundo. Esta obra tem o mérito de esquadrinhar o trabalho da graça na alma de Francisco e de revelar como a Providência o levou, a ele e aos seus primeiros irmãos, pelos caminhos da vida comunitária e do apostolado da pregação. É um livro encantador que espelha toda a mística do Poverello de Assis.

Com uma linguagem emotiva e emocionante, o autor acompanha o Pobrezinho de Assis em sua viagem transformadora: de jovem rebelde e inseguro, como tantos outros, ao "homem novo", que se entrega totalmente ao Senhor, proclamando seu amor por toda a criação.

Como em toda transformação, há primeiro um despertar, que faz cair o véu do engano e da ilusão. Não é algo que ocorra de repente, mas pouco a pouco a pessoa se convence de que nada a seu redor é real ou permanente, a não ser Deus, em sua transcendência e plenitude. Com Francisco não foi diferente, e seu desejo de libertar-se de toda limitação humana é um exemplo de sabedoria e busca dos horizontes eternos que respondem aos impulsos mais ancestrais e profundos do coração humano.

Francisco de Assis é um dos santos mais amados da tradição católica, e a sua popularidade contagia crentes de outros credos e muitos não crentes. Dizer que São Francisco foi um herói romântico, um profeta social, um precursor dos ideais humanistas, um protagonista do seu tempo é certamente pouco. Qual é então o seu segredo? Ignacio Larrañaga, um dos grandes autores contemporâneos do campo da literatura espiritual, não podia deixar-nos com uma resposta imprecisa: ele convoca-nos nesta obra para o interior de uma apaixonante viagem.

Para quem não conhece o santo, a leitura certamente levará a uma fiel devoção. Para quem já está familiarizado com a vida deste ícone da humanidade, será um grande e edificante prazer revisitar sua espiritualidade.

Compartilhar

Filme: À Prova de Fogo

| Imprimir | PDF 

No trabalho o bombeiro Caleb Holt (Kirk Cameron) é um profissional que cumpre com todos os princípios, sendo um deles nunca deixar um companheiro para trás numa situação de perigo. Já em sua casa, ao lado da esposa Catherine (Erin Bethea), as coisa são bem diferentes. Caleb é um marido ausente e depois de sete anos de união o relacionamento está chegando ao fim. O pai de Caleb pede então que ele inicie uma experiência de 40 dias, denominada "O desafio do amor", na tentativa de salvar o casamento.

A Prova de Fogo é uma história sobre fidelidade, amor e companheirismo. É a história do capitão do corpo de bombeiros Caleb Holt. Um profissional exemplar, porém com muitas dificuldades em seu casamento. Quando Catherine após mais uma discussão, pede o divórcio, Caleb decide se aconselhar com seu pai, que lhe propõe um desafio de 40 dias (através do livro diário O Desafio de Amar), a fim de salvar o seu casamento. Caleb faz um propósito e decide transformar o relacionamento com sua esposa, tendo seu pai atuando como coach. Podemos ver a partir dai o acordo da meta, o método, a força, o apoio, o socorro nos momentos difíceis e o amor incondicional.

A capacidade de superação a partir do reconhecimento de seus erros e suas limitações fazem com que Caleb inicie uma mudança pessoal íntima que se processa com esforço e dedicação. A importância do amparo de seu pai nos momentos difíceis, quando sua imaturidade é evidenciada. O cultivo do amor, com pequenas atitudes no dia a dia.

Compartilhar

Leia mais...

Livro: Cartas de um Diabo a seu Aprendiz - C. S. Lewis

| Imprimir | PDF 

Dedicada ao seu amigo, J. R. R. Tolkien, esta obra-prima da ironia divertiu e instruiu milhões de leitores com seu retrato zombeteiro e irônico da vida humana feito a partir do ponto de vista do diabo Fitafuso. Ao mesmo tempo freneticamente cômica e supreendentemente original, a correspondência entre o experiente diabo e o seu sobrinho Vemebile mostra o lado mais sombrio e jocoso de C. S. Lewis.

As Cartas são um jogo ousado. Nelas, o diabo Fitafuso, que ocupa um alto grau na hierarquia infernal, se corresponde com seu sobrinho Vermebile, um mero iniciante na carreira, e lhe dá dicas de como proceder em sua missão: conquistar para as trevas a alma de um rapaz inglês na época da Segunda Guerra Mundial. Cada capítulo é uma carta diferente, sempre escrita por Fitafuso, que sugere estratégias, comenta os erros e sucessos de Vermebile e faz uma assustadora investigação da alma do rapaz (cujo nome nunca descobrimos), que, na prática, é um desnudamento da alma humana.

Parece sombrio, e de fato é um pouco, mas também é bastante engraçado. Fitafuso é espirituoso, esperto, e sabe se aproveitar das pequenas fraquezas humanas. A caracterização do Inferno como uma espécie de grande repartição, com uma intrincada burocracia e diabos tentando puxar os tapetes uns dos outros, também dá um tom interessante.

As Cartas, no entanto, acabam sendo um grande aprendizado sobre virtudes e vícios, sobre pecado e salvação. Orgulho, falsas amizades, fervor religioso, angústia, amor, gula, coragem e covardia, simplicidade… são muitas as questões que o livro aborda. O perturbador é o fato de essa abordagem se dar pelo avesso, pelas palavras de um diabo, ou seja, de alguém cujo objetivo é levar uma alma à perdição. Fitafuso chama Deus de o Inimigo e Satanás, Nosso Pai.

As Cartas são, assim, uma espécie de lembrete: vejamos como o mal age ao nosso redor, e tentemos fazer o contrário. Segue alguns trechos como aperitivo. Lembre-se de que em todos os casos quem fala é Fitafuso, dirigindo-se a Vermebile e mencionando Deus e o rapaz vítima das tentações (negritos nossos):

Compartilhar

Leia mais...

Livro: Construir o homem e o mundo - Michel Quoist

| Imprimir | PDF 

 

Este livro de Michel Quoist tornou-se um de meus livros de cabeceira. Posso dizer que ele “moldou” a minha formação espiritual e humana em muitos pontos. Mons. Jonas Abib colocou como um lema para a Canção Nova: “CONSTRUIR HOMENS NOVOS PARA UM MUNDO NOVO”; esta frase pode ser lida no muro do Instituto Canção Nova, em Cachoeira Paulista, SP. Mons. Jonas ficou feliz quando eu lhe disse, em sua casa, que estávamos reeditando o livro no Brasil. O homem “civilizado” construiu um mundo onde não há mais lugar para Deus, como disseram João Paulo II e Bento XVI. Esta é a maior e mais grave crise humana. Reconstruir o homem “à imagem e semelhança de Deus”. Esta é a bela meta dessa obra. É um livro para você ler, reler, levar consigo, citar, anotar, dar à sua namorada (o), a seu filho, a seu amigo, a seu pai, a seu empregado, a quem mais você quiser...

Prof. Felipe Aquino

Compartilhar
Back to top

Copyright © Comunidade Sião 2017

Template by Joomla Templates & Szablony Joomla.