Lectio Divina - Ano A - 2016/2017

6° Domingo do Tempo Comum - Ano A - 12 de Fevereiro de 2017

| Imprimir | PDF 

TEXTO BÍBLICO: Evangelho de São Mateus 5,17-37

Só entrarão no Reino do Céu se seguirem a vontade de Deus mais que os mestres da Lei e os fariseus.Foi dito: Não mate. Quem matar será julgado. Eu lhes digo: quem tiver raiva do irmão será julgado. Quem diz ao irmão: Você não vale nada, será julgado. Quem o chamar de idiota poderá ir para o fogo do inferno. Se você leva no altar sua oferta a Deus e lembra que seu irmão tem algo contra você, deixe sua oferta no altar, e faça as pazes com ele. Depois volte e ofereça a oferta a Deus. Se alguém fizer uma acusação contra você e levá-lo ao tribunal, entre em acordo com ele antes de chegarem lá. Depois de chegarem ao tribunal, você será entregue ao juiz, e será jogado na cadeia. Você não sairá dali sem pagar a multa toda.          

Foi dito: Não cometa adultério. Eu lhes digo: quem olhar para uma mulher com malícia comete adultério no seu coração. Se seu olho o leva a pecar, arranque-o e jogue-o fora. É melhor perder parte do corpo que o corpo inteiro ser atirado no inferno. Se sua mão o leva a pecar, corte-a e jogue-a fora. É melhor perder parte do corpo do todo o corpo ir para o inferno.

Foi dito: "Quem mandar sua esposa embora deverá dar a ela documento de divórcio." Eu lhes digo: todo homem que mandar sua esposa embora, a não ser por adultério, será culpado de fazê-la adúltera, se ela casar de novo. E o homem que casar com ela cometerá adultério.

Vocês ouviram o que foi dito: Não quebre sua promessa, mas cumpra o que você jurou ao Senhor. Eu lhes digo: não jurem de jeito nenhum. Não jurem pelo céu, pois é o trono de Deus; nem pela terra, pois é o estrado de seus pés; nem por Jerusalém, pois é a cidade do grande Rei. Não jurem nem mesmo por sua cabeça, pois vocês não podem fazer com que um só fio de cabelo fique branco ou preto. Que o "sim" de vocês seja sim, e o "não", não, pois qualquer coisa a mais que disserem vem do Maligno. 

Veja também: Mateus 19.1-9; Marcos 10.1-12; Lucas 16.18

 Indicações para a leitura:  

Jesus ensina seus discípulos que não imitem os que falam muito das coisas de Deus e não seguem na vida. Devemos à obediência à Lei de Deus. Os mandamentos foram dados por Deus como um "código" para encontrar a felicidade. Sendo obedientes a Deus podemos alcançar a completa felicidade. O Senhor apresenta exemplos práticos de obediência à lei e como alguns pretendem "enganar" aquilo que Deus pede. Sobre ódio e maldição nunca podem ser caminho do discípulo de Jesus. Jesus fala sobre o matrimônio. O que diz se aplica ao crescer no amor autêntico que sempre respeita e é fiel ao compromisso assumido na vida Sacramental. Deus quer nossa felicidade e a alcançaremos vivendo como Deus quer com nosso próximo, em relação à nossa sexualidade.

Jesus exorta pede respeito pelo nome de Deus e jurar em seu nome. Nem  por nada nem por ninguém. Nossa palavra deve ser verdadeira. Seremos felizes seguindo o que Jesus nos pede. 

1 – LEITURA:  O que diz o texto?

* Jesus fala sobre mandamentos e preceitos para que possamos ser felizes.

* Devemos ser obedientes a Deus? Por quê?

* A quem não devemos imitar? Por que não devemos imitar o que fazem de mal?

* Qual foi o mandamento ensinado por Moisés no passado?

* O "não matar" é só "não assassinar" ou em sentido mais amplo?

* O que acontecerá com quem insulta e amaldiçoa o próximo?

* Como deve ser vivido o sacramento do matrimônio?

* Pode-se jurar em nome de Deus ou em qualquer outro nome?

* Qual deve ser a atitude do discípulo de Jesus em relação ao que diz?            

2 – MEDITAÇÃO: O que me diz o texto? O que nos diz o texto?

* Sou obediente a Jesus e a seus mandamentos?

* Busco cumprir os ensinamentos de Jesus na minha vida?

* Imito os que fazem o bem?

* “Mato” meus irmãos com a indiferença ou com o maltrato?

* Tenho caído na tentação de amaldiçoar a alguma pessoa?

* Insulto as pessoas?  Desprezo aos que não são como eu?

* Olho com pureza de coração o meu próximo?

* Em minhas relações sou respeitoso, cuidadoso e procuro sempre o bem do próximo?

* Preparo meu coração para o amanhã para formar família na fidelidade no matrimônio?

* Tenho feito juramentos usando o nome de Deus ou de qualquer outra pessoa?

* Sou responsável e busco sempre cumprir com minha palavra? 

3 – ORAÇÃO: O que digo a Deus? O que dizemos a Deus?

Este texto deve inspirar-nos à oração, que é nossa resposta ao Senhor. Façamos um profundo silêncio, repassando a leitura... Podemos dizer de coração ao Senhor:

Pai Santo, te damos graças porque Tu sempre buscas nossa felicidade. Nós sempre estamos atentos a teus mandamentos e por esse motivo, falhamos. Às vezes nos confundimos e queremos encontrar a felicidade em caminhos que não são os teus, os que Tu nos mostras. Pai Santo, te pedimos que abras nosso duro coração aos ensinamentos do teu Filho, nosso Senhor Jesus Cristo. Que entendamos que Ele nos repreende quando nos deixamos levar por caminhos que nos distanciam de ti. Que não somente conheçamos teu evangelho, que é a Boa Nova em nossas vidas, mas que também aprendamos a vivê-lo em plenitude. Amém! 

4 – CONTEMPLAÇÃO: Como interiorizo a mensagem? Como interiorizamos a mensagem?

A contemplação deste texto deve-nos levar a selecionar uma frase que nos tenha chamado a atenção.  Podemos usar a frase com a qual começa o texto:

"Pois eu afirmo a vocês que só entrarão no Reino do Céu se forem mais fiéis em fazer a vontade de Deus do que os mestres da Lei e os fariseus".

A partir desta frase, dialogar com o Senhor sobre nossa obediência e também sobre nossa desobediência. Que Ele nos ajude em nosso caminho a verdade para assim podermos encontrar nossa felicidade.

Podemos finalizar este momento dizendo: Senhor, somente se vivo como Tu me pedes, serei feliz!              

5 - AÇÃO: Com o que me comprometo? Com o que nos comprometemos?

* Se estou sozinho: seria oportuno voltar a ler o texto evangélico e avaliar-me como estou vivendo a obediência a Deus, a relação com o próximo, o matrimônio e as promessas.

* Se estou em grupo podemos dialogar sobre: Como a sociedade de hoje está "matando" os indivíduos e as famílias? Como posso "matar" meu próximo? A partir das perguntas fazer um compromisso concreto e pontual.

 


Fonte – Diocese de Petrópolis

Compartilhar
Back to top

Copyright © Comunidade Sião 2017

Template by Joomla Templates & Szablony Joomla.