Coração de Sião - Abril de 2019

2019 - ANO DO JUBILEU DA COMUNIDADE SIÃO - 25 ANOS

“Todos os caminhos do Senhor são graça e fidelidade”

Chegamos ao quarto mês do ano, iniciamos este mês na quarta semana de mais um período de  caminho quaresmal.

Agora, para você, essa é mais uma quaresma ou é a quaresma da sua vida?

Este é um período muito especial, em que transbordam do Senhor para cada um de nós, o seu Amor e a sua Misericórdia, para nossa libertação, purificação e renovação da vida cristã, o que nos proporcionará uma participação com maior plenitude e gozo do mistério pascal do Senhor. Por isso, devemos ter consciência e renová-la constantemente, que este tempo é penitencial, porém, não é triste e depressivo.

É necessário tomarmos posse que o amor do Senhor é infinito para com os seus, por isso, “todos os caminhos do Senhor são graça e fidelidade, para aqueles que guardam sua aliança e seus preceitos”. (Sl 24,10)

Para nos ajudar neste caminho, nos são oferecidas “três coisas, que mantêm a fé, dão firmeza à devoção e perseverança à virtude. São elas a oração, o jejum e a misericórdia. O que a oração pede, o jejum alcança e a misericórdia recebe. Oração, misericórdia, jejum: três coisas que são uma só e se vivificam reciprocamente. O jejum é a alma da oração e a misericórdia dá vida ao jejum. Ninguém queira separar estas três coisas, pois são inseparáveis. Quem pratica somente uma delas ou não pratica todas simultaneamente, é como se nada fizesse. Por conseguinte, quem ora também jejue; e quem jejua pratique a misericórdia. Quem deseja ser atendido nas suas orações, atenda as súplicas de quem lhe pede; pois aquele que não fecha seus ouvidos às súplicas alheias, abre os ouvidos de Deus às suas próprias súplicas”. (cf. sermão de S. Pedro Crisólogo)

"Junto aos rios da Babilônia nos sentávamos chorando. Como havemos de cantar os cantares do Senhor numa terra estrangeira?"(cf. Sl 136, 1-2). O que lemos neste Salmo é a tristeza dos judeus durante o exílio na Babilônia (587-537 a.C.).

Assim também há fases ou momentos de nossa vida, que também nos sentimos exilados; nosso coração parece habitar uma terra estrangeira e hostil. Não temos vontade de cantar, nem de sorrir. E nos deixamos arrastar pela tristeza, que logo se revela uma grande aliada do inimigo, pois tira a esperança de retornar à "nossa" Jerusalém. Temos em nós um território sagrado, que nos pertence, onde a sós com Deus, aconteça o que acontecer, podemos encontrar a paz.

É preciso retornar a esse santuário íntimo pelos caminhos de oração, jejum e da misericórdia. É preciso encontrar na Cruz de Cristo uma resposta. Ali a dor e o amor se entrelaçam, a tristeza se converte em esperança, e a morte anuncia a profecia da Ressurreição. Amém!


INTENÇÕES DO MÊS

Sempre unidos ao Papa Francisco e a toda a Igreja, intercedendo e rezando por suas intenções:

Neste mês de abril o Santo Padre pede: pelos médicos e pelo pessoal humanitário presentes em zonas de guerra, que arriscam a própria vida para salvar a dos outros.

Continuemos pedindo a Nossa Senhora e São Miguel que protejam a Igreja de seu inimigo, o diabo, que busca a divisão. Sejamos perseverantes e insistentes, pois nos diz o Senhor: “pedi e se vos dará. Buscai e achareis. Batei e vos será aberto. Porque todo aquele que pede recebe. (cf. Mt 7, 7-8)

Peçamos ainda pelos cristãos perseguidos e martirizados no mundo inteiro.

Pela nossa pátria, o Brasil, para que tudo esteja sob a ação da justiça Divina.

Que todos os cristãos, voltem-se para o Senhor e o testemunhem, reconhecendo-se filhos de Nossa Senhora e obedientes a ela, busquem a unidade e a paz.

Sagrado Coração de Jesus, nós esperamos e confiamos em Vós!   


REZEMOS

Rezemos nas intenções apresentadas para este mês de abril:

Neste tempo especial da quaresma, Senhor, recordas-nos que somos pecadores, convidando-nos à conversão radical das nossas vidas.

Hoje dizes-nos: “Convertei-vos e acreditai no Evangelho!”. É uma ordem de libertação de tudo o que nos degrada. Eis aqui a tarefa da Quaresma no caminho para a Páscoa.

A cinza é garantia da ressurreição do homem novo.

Queremos despojar-nos da hipocrisia que nos corrói: que saibamos procurar-Te e agradar-Te em segredo.

Queremos refazer a nossa opção batismal para chegar à noite da vigília pascal como homens e mulheres novos, renascidos do Teu Espírito. Amém!

Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.

Jesus, manso e humilde de coração, fazei o nosso coração semelhante ao Vosso!

 

Fonte - http://www.paroquiaqueijas.net/portal/evangelizacao/tempo-de-oracao/quaresma-pascoa/72-oracao-em-tempo-de-quaresma

Compartilhar

| Imprimir | PDF 

Back to top

Copyright © Comunidade Sião 2019

Template by Joomla Templates & Szablony Joomla.