Coração de Sião - Agosto de 2018

 

Vocação é para nossa felicidade na salvação

Chegamos a agosto, mês que a Igreja se volta para a questão vocacional!

Lembrando, o termo vocação vem da palavra latina “Vocatio”, significa: O ato de chamar de Deus. Para o cristão é claro que quem chama é Deus, o único que pode entrar na vida do homem com voz imperiosa, para lhe revelar a primeira finalidade para a qual o criou, o colocou na terra.

Por isso, ouvimos dizer que a vocação nasce no coração de Deus como um chamado, como um bem para seu povo. Sendo assim, não podemos entender a vocação sem o pano de fundo da história da Salvação. Deus nos dá uma vocação para serviço do povo, em vista da nossa salvação e de todos. Somos os primeiros a serem salvos na medida em que vivemos o chamado na perspectiva do serviço. Eis, então, a bela relação entre vocação, salvação, missão e misericórdia.

Se a vocação é para nossa felicidade na salvação, somente se realiza como tal na medida do serviço na missão, pois não podemos falar de salvação sem missão e felicidade sem relação e serviço. A felicidade é condicionada à missão e a salvação acontece nas relações dentro da missão. Tudo isto se revela como uma obra de misericórdia de Deus, que, ao nos criar, nos deu um “lugar no mistério da vida”, para que nos realizássemos como filhos seus e cooperássemos com sua obra de salvação do gênero humano e plenificação da criação. A parábola dos operários da vinha, chamados em momentos diferentes, mas todos receberam o mesmo “salário” (cf. Mt 20, 1-15), exemplifica esta realidade. Alguns despertam cedo sua vocação, outros porque “ninguém chamou” fazem um discernimento posterior, no entanto, somos todos operários.

Na “empresa” de Deus não há lugar para desocupados ou desempregados. Na vida, todos somos chamados a cooperar com Deus por meio de uma vocação específica no serviço missionário, como instrumento da misericórdia d'Ele, em vista da salvação de todos e nisto encontrar nossa realização, felicidade.

Neste mês dedicado às vocações, precisamos repensar o “nosso lugar no mistério da vida. Já descobri minha vocação? Como estou vivendo a minha vocação? Eu a vivo com empenho, sentimento de pertença à Igreja e dedicação aos outros? Sinto que Deus usou de misericórdia no chamado que me fez e o realizo como instrumento desta mesma misericórdia? Sinto-me realizado no serviço missionário? Sinto-me verdadeiramente como discípulo e missionário na vinha do Senhor? Muitas perguntas poderíamos deixar que o Espírito Santo nos fizesse para nos ajudar neste mês a rezar por nossa vocação. Rezemos não apenas por nós, mas por todas as vocações que são como flores num jardim pedindo a Deus que mande operários para sua messe.

Fonte – cf. reflexão de Dom Mariano Manzano - Bispo Diocesano de Mossoró-RN

https://berakash.blogspot.com/2018/04/dom-mariano-manzanovocacao-e-salvacao.html


INTENÇÕES DO MÊS

Neste mês, unidos ao Papa Francisco e a toda a Igreja, coloquemos como intenção das nossas orações:

As intenções do Santo Padre que pede para rezar pelo “tesouro” da família, “para que as grandes escolhas econômicas e políticas protejam a família como um tesouro da humanidade”.

Coloquemos ainda nas nossas intenções os cristãos do mundo inteiro que estão sendo perseguidos e martirizados, de modo especial os irmãos da Nicarágua.

Coloquemos também em nossas intenções todas as leis que preveem regular e interromper a gravidez, em qualquer fase da gestação. De modo especial a ADPF 442 que trata da liceidade do aborto. Que os legisladores possam se deixar orientar pelo Espírito Santo e não aprovem tais leis.

Que os cristãos se voltem para o Senhor e o testemunhem, reconhecendo-se filhos de Nossa Senhora e obedientes a ela, busquem a unidade e a paz.

Sagrado Coração de Jesus, nós esperamos e confiamos em Vós!


REZEMOS 

Rezemos nas intenções apresentadas e também neste mês de agosto, de modo especial por todas as vocações.

Oremos - "Senhor, vós quisestes salvar os homens e as mulheres, e fundastes a Igreja como comunhão de irmãos reunidos no vosso amor. Continuai a passar no meio de nós e a chamar aqueles que escolhestes para ser a voz do vosso Espírito Santo, fermento de uma sociedade mais justa e fraterna. Concedei-nos do Pai celeste orientadores espirituais de que as nossas comunidades precisam: verdadeiros sacerdotes do Deus vivo que, iluminados pela vossa Palavra, saibam falar de vós e ensinar a falar convosco. Fazei crescer a vossa Igreja mediante um florescimento de consagrados que vos entreguem tudo, para que vós possais salvar a todos. Que nossas comunidades celebrem no canto e no louvor a Eucaristia, como ação de graças à vossa glória e à vossa bondade, e saibam ir pelos caminhos do mundo para comunicar a alegria e a paz, dons preciosos da vossa salvação. Senhor, dirigi o vosso olhar para toda a humanidade e manifestai a vossa misericórdia aos homens e às mulheres que na oração e na retidão de vida vos procuram sem vos terem ainda encontrado!

Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.

Jesus, manso e humilde de coração, fazei o nosso coração semelhante ao Vosso!

Fonte – cf. Oração da Jornada Mundial pelas Vocações – João Paulo II

 

Compartilhar

| Imprimir | PDF 

Back to top

Copyright © Comunidade Sião 2018

Template by Joomla Templates & Szablony Joomla.