Coração de Sião - Dezembro de 2017

“Eu sou a Imaculada Conceição!” 

Chegamos ao final de 2017. Normalmente ao chegarmos ao final de um evento, uma obra, um projeto e assim também um ano, fazemos uma avaliação, um balanço.

Tivemos a oportunidade em 2017 de vivermos em nosso Brasil, o “Ano Nacional Mariano” em comemoração ao jubileu dos 300 anos do encontro da Imagem bendita de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, Rainha e Padroeira do Brasil, tirada das águas do Rio Paraíba do Sul nas redes de três pescadores daquela região. Entre eles estavam: Domingos Garcia, João Alves e Felipe Pedroso.

Para uma multidão de pessoas, devotos de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, com certeza foi um ano de muita graça, momentos de fé, vividos com muita emoção e carinho. Agora, quantos ainda não se sentem filhos, não são devotos de Nossa Senhora?

Todos temos uma mãe! Devemos então nos perguntar, neste final de ano: Como estamos nos relacionando com Nossa Senhora, que é nossa mãe no céu?    

Nossa Senhora apareceu e continua aparecendo nas mais diversas regiões, anunciando a presença e o desejo de seu Filho, embora a Igreja não tenha confirmado a veracidade de todas essas aparições, muitos são os devotos e muitos são os milagres operados pela intercessão de Nossa Senhora. Muitos escritores nos apresentam caminhos, valores, benefícios dessa devoção.

É bom lembrarmos que encerramos o ano civil com a celebração da Festa da Imaculada Conceição de Nossa Senhora, dia 8 de dezembro, e começamos o ano com Solenidade de Santa Maria Mãe de Deus, dia 1 de janeiro, dias santos de guarda, em que todos os católicos são obrigados a participar da Santa Missa.

É preciso ainda saber que em Lourdes, na França, Nossa Senhora se apresentou para a menina Bernadette. Era o ano de 1858. Já em 1854 o Papa Pio IX tinha proclamado solenemente o dogma (verdade de fé) da Imaculada Conceição de Maria. Então, quatro anos depois, a própria Virgem Maria (Nossa Senhora de Lourdes), em pessoa, quis confirmar este dogma. Foi quando em 25 de março de 1858, na festa da Anunciação, revelou seu Nome a Santa Bernadette nas aparições de Lourdes. Disse para ela: “Eu sou a Imaculada Conceição”.

Por que é preciso nos reconhecermos filhos e assim também devotos de Nossa Senhora?

“Ao ver Sua Mãe e junto dela o discípulo que Ele amava, Jesus disse à Sua mãe: “Mulher, eis aí o teu filho”. Depois disse ao discípulo: “Eis aí a tua Mãe” (Jo 19, 26-27).

E mais: “A devoção a Maria Santíssima é um caminho fácil, curto, perfeito e seguro para chegar à união com Nosso Senhor, e nisto consiste a perfeição do cristão” (cf. 152 – Tratado da Verdadeira Devoção).

Então encerremos 2017, olhando para Nossa Senhora e reconhecendo-a como Mãe. Para que ao iniciarmos 2018, tenhamos a certeza que Maria, Nossa Mãe, em todos os momentos nos apresenta a seu Filho, Jesus!     


INTENÇÕES DO MÊS 

Neste mês de dezembro, unidos ao Papa Francisco e a toda a Igreja, coloquemos como intenção das nossas orações:

Pelos idosos, para que, sustentados pelas famílias e pelas comunidades cristãs, colaborem com a sua sabedoria e experiência na transmissão da fé e na educação das novas gerações”.

Continuemos pedindo por todas as situações de violência, falta de paz, pobreza e fome no mundo. De modo especial pelas crianças.

E peçamos também ao Senhor, neste mês dedicado ao Advento (a Vinda) de Cristo auxilio, para que possamos nos preparar bem para celebrar o nascimento de Cristo, mas também a preparação espiritual e piedosa para a segunda e definitiva vinda do Senhor.

Sagrado Coração de Jesus, nós esperamos e confiamos em Vós!


REZEMOS 

Rezemos neste mês em preparação para o Natal e pelo novo ano:

Senhor, meu Deus, Teu Filho há de vir nas próximas semanas! Que meu coração seja como terra boa para recebê-lo. Que cada momento destes próximos dias sirva para que eu possa refletir sobre minha vida e o meu ser. Onde tantos acham que precisam só de coisas materiais que eu possa levar o alimento espiritual. Onde tantos buscam só o ter, que eu possa mostrar o quanto vale o ser. Mostrar que Natal não é simplesmente o nascimento de Jesus, mas a vinda do Salvador acima do comércio desenfreado que rodeia o mesmo. Senhor, meu Deus, agradeço por poder reviver plenamente este evento todos os anos e com ele sentir Tua presença cada vez mais perto de mim. Peço à Virgem Maria, Mãe tão agraciada nesta data, que abençoe as pessoas mais desfavorecidas e que elas consigam encontrar em Deus forças para trilharem seus caminhos. Jesus, estamos Te aguardando, procurando ser cada vez melhores, cada vez mais humanos e santos em nossos dias. Tua chegada nos fortalecerá e será para nós motivo de glória! Amém!

Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.

Jesus, manso e humilde de coração, fazei o nosso coração semelhante ao Vosso!

Façamos nossa profissão de fé rezando o Credo. 

Compartilhar

| Imprimir | PDF 

Back to top

Copyright © Comunidade Sião 2018

Template by Joomla Templates & Szablony Joomla.