14° Domingo Comum - Ano A - 09 de julho de 2017

TEXTO BÍBLICO: Evangelho de São Mateus 11, 25-30 

Jesus se dirigiu a Deus e lhe disse: Pai, tu governas o céu e a terra. Eu te agradeço porque não mostraste estas coisas aos sábios e entendidos, mas aos pequeninos. Pai, porque assim tu quiseste. Tudo me foi entregue por meu Pai. Ninguém conhece o Filho senão o Pai e ninguém conhece o Pai senão o Filho e àquele a quem o Filho quiser  revelar. Venham a mim todos os que estão cansados sob o peso de seus fardos, e eu lhes darei descanso. Tomem sobre vocês meu jugo e sejam discípulos meus, porque eu sou manso e humilde de coração e encontrarão descanso para suas vidas. Sim, o meu jugo é fácil de carregar e o meu fardo é leve. 

1 – L E I T U R A - Que nos diz o texto?

Jesus afirma: Pai, tu governas o céu e a terra! Dá a conhecer a missão que recebeu foi de seu Pai. Confirma que Ele é o Filho de Deus, e que O reconhece como seu Pai e Senhor de tudo o que acontece. Segue: Dou-te graças porque não mostraste estas coisas aos que sabem muito e sim mostraste às crianças, porque tu quiseste.

Cristo fala sobre os mistérios do Reino de seu Pai. Muitos não atendiam a esta mensagem, julgavam-se mais sábios que os outros. Os discípulos tidos como não sábios fazem sua a mensagem com que Cristo lhes revelava: os mistérios do Reino. Simples e humildes seriam como crianças confiantes. Para entender estes mistérios é preciso aceitar que é Deus quem os revela aos que põem seu coração como os de uma criança, com humildade, aos pobres de espírito, que colocam sua esperança em Cristo. Como criança que aprende e escuta o ensinamento do mestre. Jesus dá graças a seu Pai, e diz: Meu Pai me deu tudo, e é o único que me conhece. Ninguém conhece o Pai tão bem como eu. Falo sobre meu Pai, para que possam conhecê-lo. Jesus se põe como modelo de bom filho que escuta a voz de seu Pai.

Convida a fazerem-se discípulos seus aos que estão com Ele, os que O escutam. Eles não são como os sábios, mas como crianças que escutam seu mestre.  A recompensa dos que sejam como crianças e dos que decidem ser discípulos de Jesus será o descanso: vocês, angustiados e preocupados, venham a mim, e Eu os farei descansar. 

Obedeçam a meus mandamentos e aprendam de mim, pois eu sou paciente e humilde de verdade. Comigo poderão descansar. O que eu lhes imponho não é difícil de cumprir, nem é pesada a carga que lhes faço levar.

   A palavra "anawin" era o termo utilizado para referir-se aos "pobres de Deus, aos pobres de espírito." 

Outros textos bíblicos para comparar: Lc 10, 21-22; Mt 5, 3; l Cor l, 26-29; 

Perguntas para a leitura:

* Por quem Jesus dá graças ao Pai?

* A quem não é revelado os mistérios do Reino? Quem são os que receberam os mistérios do Reino?

* Por que quer Jesus falar a outros acerca de seu Pai?

* Quem são os que poderão conhecer a sabedoria que Deus deu a seu Filho?

* Como se encontram os que estão escutando a Jesus?

* A que convida Jesus aos que o estão escutando?

* Qual é a recompensa para os que põem em prática o ensinamento de Jesus?

2 – M E D I T A Ç Ã O - Que me diz? Que nos diz? Perguntas para a meditação

* Tenho sido como os sábios que põem sua sabedoria em si mesmos?

* Ou tenho sido como criança que deixa a sabedoria de Deus que os guie?

* Reconheço o ensinamento de Jesus como a sabedoria para viver?

* Sou capaz de reconhecer Jesus como o Filho único de Deus e sou capaz de aprender com Ele para converter-me como seu discípulo?

* Quando me senti cansado deixei que Jesus fosse o descanso que preciso?

* Sou capaz de deixar minhas próprias ideias para receber a sabedoria de Deus?

* O modelo de vida que escolhi para mim é o modelo de vida de Cristo? 

3 – O R A Ç Ã O - Que direi ao Senhor? Que diremos ao Senhor?

A oração é a resposta que damos a Deus que se manifesta primeiro.

Pai, eu Te louvo e te agradeço porque te deste a conhecer aos humildes, aos pobres em espírito, aos que se abrem a teu amor. Abre meu coração para poder acolher tua mensagem. Para ser humilde de coração.

Jesus, quero reconhecer-te como o Filho de Deus, Senhor do céu e da terra. Deixa-me, Senhor, participar de teu amor e da mesma confiança que tu sentes por teu Pai.

Jesus, quando eu sentir o peso de meus problemas pessoais, os problemas da sociedade, do mundo que me desanimam, e me deixam sem esperança, vem comigo, Senhor. Cura minhas feridas, resolve minhas dúvidas, envia-me teu espírito de fortaleza e dá-me a sabedoria para poder assumir os fardos de cada dia na paz que só a confiança em ti me pode dar. Amém. 

4 – C O N T E M P L A Ç Ã O - Como interiorizo a mensagem?  Como interiorizamos a mensagem?

Coloquemos as palavras de Jesus em nosso interior. Para isso busquemos ter um coração humilde que possa aceitar a mensagem de Jesus, que nos ajude a viver como nos convida Cristo.            

Digamos no silêncio de nosso coração:

* Jesus arranca de mim este coração de pedra,

* Dá-me, Jesus, um coração com um espírito pobre,

* Quero um coração como o teu Senhor,

* Tu és Deus, Jesus, quero ser como Tu. 

5 – A Ç Ã O - Em que devo me comprometer? Em que devemos nos comprometer?

Propostas pessoais:

* Compare sua vida com a dos discípulos que puseram em prática o que haviam escutado de Deus e observa se você está fazendo o mesmo que eles. Que falta a você para ser um verdadeiro discípulo?

* Busque realizar uma ação concreta que mostre de verdade como discípulo do Senhor, preferentemente com uma obra de misericórdia. 

Propostas comunitárias:

* Comprometa-se ainda mais com o estudo e aprofundamento das Sagradas Escrituras, para poder interiorizar mais e melhor a sabedoria de Cristo. Demonstrar em grupo como vamos crescendo realizando obras concretas de humildade.

 

Fonte: Diocese de Petrópolis

Compartilhar

| Imprimir | PDF 

Back to top

Copyright © Comunidade Sião 2017

Template by Joomla Templates & Szablony Joomla.