VIA SACRA

Introdução: "Na morte de Jesus, adquire sentido e valor a vida do homem e até a sua própria morte. Trilhando o caminho do abandono total nas mãos de Deus, somos levados a descobrir até a misteriosa fecundidade da dor. A partir do Calvário, uma paz divina inunda o universo à espera da glória da Páscoa. Nosso sofrimento é uma preciosa participação na Paixão de Jesus que, por nosso amor, ‘obedeceu até a morte e morte de cruz’”.

Participar da via-sacra significa: ter uma parte na cruz de Cristo; experimentar, no Espírito Santo, o amor que a cruz de Cristo encerra; reconhecer, à luz desse amor, a própria cruz; retomá-la aos próprios ombros e, por força sempre daquele amor, caminhar..." (Papa João Paulo II)


1ª ESTAÇÃO - Jesus é condenado à morte – (Mt 27,15-30; Ef 5,2; Rm 8, 17).

- Nós Vos adoramos, ó Cristo, e Vos bendizemos,

- Porque com a Vossa Santa Cruz remistes o mundo.

Pai eterno, eu Vos ofereço as Chagas de Nosso Senhor Jesus  Cristo,  flagelado, coroado de espinhos, repudiado por Seu povo e  condenado à morte cruel e ignominiosa na Cruz para expiar o pecado do gênero humano. Pelos méritos das Chagas de Jesus concedei-nos o perdão de nossos pecados e faltas e fazei com que os  agonizantes achem a misericórdia junto de Vós. Amém.

- Senhor Jesus, perdão e misericórdia,

- Pelos méritos de Vossas Santas Chagas.

Canto

- A morrer crucificado / teu Jesus é condenado // Por teus crimes, pecador:

- Pela Virgem dolorosa, / vossa Mãe tão piedosa, // perdoai-me, bom Jesus.


2ª ESTAÇÃO - Jesus carrega a pesada Cruz - (Jo 19, 17; I Pd 2,24)

  - Nós Vos adoramos, ó Cristo, e Vos bendizemos,

  - Porque com a Vossa Santa Cruz remistes o mundo.

Pai eterno, eu Vos ofereço a Chaga profunda e dolorosa do santo ombro de Jesus, sobre o qual se apoiava tão pesadamente o fardo esmagador da Cruz. Pelos méritos desta Chaga concedei-me a contrição perfeita de meus pecados e a graça de aceitar com paz e mansidão de espírito todas as cruzes que Vos aprouver enviar-me. Amém.

  - Senhor Jesus, perdão e misericórdia,

  - Pelos méritos de Vossas Santas Chagas. 

 Canto

 - Com a cruz é carregado / e do peso acabrunhado // vai morrer por teu amor:

- Pela Virgem dolorosa, / vossa Mãe tão piedosa, // perdoai-me, bom Jesus.


  3ª ESTAÇÃO - Jesus cai sob o peso da Cruz (Is 53,2-5)

  - Nós Vos adoramos, ó Cristo, e Vos bendizemos,

  - Porque com a Vossa Santa Cruz remistes o mundo. 

  Pai eterno eu Vos ofereço as Chagas de Nosso Senhor Jesus Cristo caído sob o peso esmagador da Cruz. Pelos méritos desta primeira queda e das Santas Chagas de Jesus, eu Vos peço que me concedais a graça de começar uma nova vida de fervor e de amor, e de andar com passo firme e constante no caminho dos Vossos mandamentos. Amem.

  - Senhor Jesus, perdão e misericórdia,

  - Pêlos méritos de Vossas Santas Chagas. 

  Canto

- Pela cruz tão oprimido / cai Jesus desfalecido // pela tua salvação.

- Pela Virgem dolorosa, / vossa Mãe tão piedosa, // perdoai-me, bom Jesus.


 4ª ESTAÇÃO - Jesus encontra Sua Mãe Santíssima - (Lc 2,35)

  - Nós Vos adoramos, ó Cristo, e Vos bendizemos,

  - Porque com a Vossa Santa Cruz remistes o mundo. 

  Pai eterno, eu Vos ofereço as Chagas de Nosso Senhor Jesus Cristo, que transpassaram com uma espada de dor o coração amantíssimo de Sua Santíssima Mãe, quando ela O encontrou carregando a Cruz a caminho do Calvário, pelos momentos da angustia dos Sagrados Corações de Jesus e de Maria e pelas Santas Chagas de Jesus, concedei-me a contrição perfeita de meus pecados agora na hora da morte. Amém.

  - Senhor Jesus, perdão e misericórdia,

  - Pelos méritos de Vossas Santas Chagas. 

Canto

- De Maria lacrimosa, / sua Mãe tão dolorosa, / vê a imensa compaixão:

- Pela Virgem dolorosa, / vossa Mãe tão piedosa, // perdoai-me, bom Jesus. 


5ª ESTAÇÃO - Simão Cireneu ajuda Jesus a carregar a Cruz – (Lc 23,36; Gl 6,2)

  - Nós Vos adoramos, ó Cristo, e Vos bendizemos,

  - Porque com a Vossa Santa Cruz remistes o mundo.

 Pai eterno, eu Vos ofereço as Chagas tão profundas de Nosso Senhor Jesus Cristo que Lhe esgotaram o sangue e as forças, de modo que Seus inimigos, apesar de sua crueldade, foram obrigados a descarregá-Lo da Cruz e fazer com que Cireneu O auxiliasse. Pelos méritos das Santas Chagas de Jesus e por Seu esgotamento total, concedei-nos o verdadeiro espírito de penitência e de amor à Santa Cruz. Amém.

- Senhor Jesus, perdão e misericórdia,

- Pêlos méritos de Vossas Santas Chagas. 

  Canto

- Em extremo desmaiado, / deve auxílio, tão cansado, // receber do Cireneu.

- Pela Virgem dolorosa, / vossa Mãe tão piedosa, // perdoai-me, bom Jesus.


  6ª ESTAÇÃO – Verônica enxuga amorosamente a face de Jesus (1Pd 3,12; SI 4,7; SI 24,14)

  - Nós Vos adoramos, ó Cristo, e Vos bendizemos,

  - Porque com a Vossa Santa Cruz remistes o mundo.

 Pai eterno, eu Vos ofereço as Chagas da santa face de Jesus que O tornaram semelhante a um leproso, disforme e sem beleza, ou segundo a palavra do profeta: "como um objeto de que a gente se afasta". Pêlos méritos das Santas Chagas de Jesus, purificai, eu Vos suplico, a face de minha alma; dai-me como o de Santa Verônica, um coração bom e compassivo para com o próximo. Amém.

  - Senhor Jesus, perdão e misericórdia,

  - Pêlos méritos de Vossas Santas Chagas. 

  Canto

- O seu rosto, ensangüentado / por Verônica enxugado // Eis, no pano apareceu:

- Pela Virgem dolorosa, / vossa Mãe tão piedosa, // perdoai-me, bom Jesus.


  7ª ESTAÇÃO - Jesus cai pela segunda vez - (SI 21,7-8; Is 53,10)

  - Nós Vos adoramos, ó Cristo, e Vos bendizemos,

  - Porque com a Vossa Santa Cruz remistes o mundo. 

  Pai eterno, eu Vos ofereço as Chagas de Nosso Senhor Jesus Cristo reabertas e reavivadas por Suas quedas repetidas. Pelos méritos desta segunda queda tão dolorosa e das Santas Chagas de Jesus, preservai-me das reincidências do pecado e concedei-me a graça de pôr em prática Os meios eficazes de correção dos meus defeitos e maus hábitos. Amém.

  - Senhor Jesus, perdão e misericórdia,

  - Pelos méritos de Vossas Santas Chagas. 

  Canto

- Outra vez desfalecido / pelas dores abatido // cai em terra Salvador.

- Pela Virgem dolorosa, / vossa Mãe tão piedosa, // perdoai-me, bom Jesus.


  8ª ESTAÇÃO - Jesus conversa com as filhas de Jerusalém - (Lc 23,28-29; Fl 2,1-2)

  - Nós Vos adoramos, ó Cristo, e Vos bendizemos,

  - Porque com a Vossa Santa Cruz remistes o mundo. 

   Pai eterno, eu Vos ofereço as Chagas de Nosso Senhor Jesus Cristo que comoveram as piedosas mulheres de Jerusalém, que choravam de compaixão vendo-O tão maltratado e desfigurado. Em nome das Santas Chagas de Jesus, volvei um olhar de misericórdia sobre os filhos de Israel, a fim de que, reconhecendo seu Divino Messias, tenham parte no grande benefício da Redenção e se tornem apóstolos zelosos de Cristo. Amém.

   - Senhor Jesus, perdão e misericórdia,

   - Pêlos méritos de Vossas Santas Chagas. 

   Canto

- Das matronas piedosas, / de Sião filhas chorosas, // é Jesus consolador.

- Pela Virgem dolorosa, / vossa Mãe tão piedosa, // perdoai-me, bom Jesus.


9ª ESTAÇÃO - Jesus cai pela terceira vez - (SI 37,5; I Pd 2,20-21)

  - Nós Vos adoramos, ó Cristo, e Vos bendizemos,

  - Porque com a Vossa Santa Cruz remistes o mundo. 

  Pai eterno, eu Vos ofereço as Chagas de Nosso Senhor Jesus Cristo, agravadas e aumentadas pela violência desta queda tão dolorosa que excitou a cólera e as zombarias de Seus inimigos. Pêlos méritos desta terceira queda e das Santas Chagas de Jesus, preservai-me da cegueira espiritual e concedei a todos os Vossos sacerdotes, aos Vossos religiosos e religiosas a graça de andar com passo firme e constante no caminho da abnegação e da renúncia de si mesmos. Amém.

  - Senhor Jesus, perdão e misericórdia,

  - Pelos méritos de Vossas Santas Chagas.

 Canto

- Cai terceira vez prostrado / pelo peso redobrado / dos pecados e da cruz.

- Pela Virgem dolorosa, / vossa Mãe tão piedosa, // perdoai-me, bom Jesus.


  10ª ESTAÇÃO - Jesus é despojado de Suas vestes - (SI 21,19; Cl 3,9-10)

  - Nós Vos adoramos, ó Cristo, e Vos bendizemos,

  - Porque com a Vossa Santa Cruz remistes o mundo. 

  Pai eterno, eu Vos ofereço as Chagas abertas do Sagrado Corpo de Jesus, gotejando sangue, depois de ser desumanamente despojado de Suas vestes que estavam coladas à carne. Pelos méritos das Santas Chagas de Jesus e da confusão que experimentou, concedei-me a santa humildade e um completo desapego de mim mesmo. Amém.

  - Senhor Jesus, perdão e misericórdia,

  - Pêlos méritos de Vossas Santas Chagas. 

  Canto

- Dos vestidos despojados / por verdugos maltratados // eu vos vejo, meu Jesus

- Pela Virgem dolorosa, / vossa Mãe tão piedosa, // perdoai-me, bom Jesus. 


  11ª ESTAÇÃO - Jesus é pregado na Cruz - (Lc 23,33-34; SI 21, 17-18)

  - Nós Vos adoramos, ó Cristo, e Vos bendizemos,

  - Porque com a Vossa Santa Cruz, remistes o mundo. 

  Pai eterno, eu vos ofereço as chagas tão torturantes das mãos e dos pés do Divino Salvador e de Sua cabeça adorável que a cada golpe de martelo pulava e recaía com toda força de encontro ao madeiro da cruz. Pelos méritos das dores indiscutíveis de Jesus e pelas Santas Chagas, transpassai com um raio de Vossa graça os corações endurecidos dos infiéis e dos pecadores obstinados conduzi todos os contritos  e humilhados, aos pés da Cruz de Vosso Filho bem amado. Amém.

  - Senhor Jesus, perdão e misericórdia,

  - Pêlos méritos de Vossas Santas Chagas.

 

  Canto

- Sois por mim à cruz pregado, /insultado, blasfemado, // com cegueira e com furor!

- Pela Virgem dolorosa, / vossa Mãe tão piedosa, // perdoai-me, bom Jesus.


  12ª ESTAÇÃO - Jesus morre na cruz - (Jo 19,26-30; Fl 2,5-9)

  - Nós Vos adoramos, ó Cristo, e Vos bendizemos,

  - Porque com a Vossa Santa Cruz remistes o mundo. 

  Pai eterno, eu Vos ofereço as Chagas Sagradas de Vosso Filho bem-amado agonizando sobre a Cruz, as torturas lancinantes de sua Cabeça coroada de espinhos de Suas mãos e de Seus pés transpassados por grossos cravos e de Seu corpo todo entregue a sofrimentos indescritíveis. Em nome e pelas Santas Chagas Vos suplicamos, as almas do Purgatório; tende misericórdia dos agonizantes e fazei desaparecer todos os nossos pecados no abismo insondável de Vossa divina misericórdia. Amém.

  - Senhor Jesus, perdão e misericórdia,

  - Pêlos méritos de Vossas Santas Chagas.

 

  Canto

     - Por meus crimes padecentes, /meu Jesus, por mim morreste//como é grande a minha dor!

- Pela Virgem dolorosa, / vossa Mãe tão piedosa, // perdoai-me, bom Jesus.


 13ª ESTAÇÃO - Jesus é entregue à Sua Santa Mãe - (Jo 1 9,38-39; Lm 1, 12)

   - Nós Vos adoramos, ó Cristo, e Vos bendizemos,

   - Porque com a Vossa Santa Cruz remistes o mundo. 

  Pai eterno, eu Vos ofereço as Chagas de Nosso Senhor Jesus  Cristo deposto nos braços de Sua Mãe Santíssima. O Rainha do  Mártires imprimi em meu coração as Chagas de Jesus Crucificando. Ensinai-me a meditar mãos e Seus pés transpassados. ' Seu lado aberto peia lança é Seu corpo inteiro pisado, lavrado pelas chicotadas da flagelação. Pelos méritos das Santas Chagas de Jesus, alcançai-me, ó Mãe querida, a contrição perfeita de meus pecados agora e na hora da morte. Amém.

  - Senhor Jesus, perdão e misericórdia,

  - Pêlos méritos de Vossas Santas Chagas. 

  Canto

  - Do madeiro vos tiraram / e nos braços vos deixaram // de Maria, que aflição!

  - Pela Virgem dolorosa, / vossa Mãe tão piedosa, // perdoai-me, bom Jesus.


  14ª ESTAÇÃO - Jesus é sepultado - (Jo 19,40-42; 12,24)

  - Nós Vos adoramos, ó Cristo, e Vos bendizemos,

  - Porque com a Vossa Santa Cruz remistes o mundo. 

  Pai eterno, eu Vos ofereço as Chagas do Corpo Sagrado de Jesus deposto no sepulcro; desse corpo a respeito do qual o profeta Isaías nos diz que "da planta dos pés ao alto da cabeça nada tinha são... Era todo ferido, magoado de chagas vivas que não foram tratadas, nem curadas, nem abrandadas com óleo". Pelos méritos das Santas Chagas de Jesus, tende piedade de minha alma quando ela se separar de meu corpo. Não sejais meu Juiz, mas meu Salvador. Amém.

- Senhor Jesus, perdão e misericórdia,

- Pelos méritos de Vossas Santas Chagas. 

  Canto

- No sepulcro vos deixaram, / enterrado vos choraram // magoado o coração:

- Pela Virgem dolorosa, / vossa Mãe tão piedosa, // perdoai-me, bom Jesus.


15ª ESTAÇÃO - Jesus ressuscita

- Nós Vos adoramos, ó Cristo, e Vos bendizemos.

- Porque com a Vossa Santa Cruz remistes o mundo. 

Ressuscitaste, Senhor. Ressuscitaste na pureza inefável do esplendor sem par. Ressuscitaste para me dizer, com linguagem esplendorosa, eloqüente e silenciosa, essa linguagem que brota de Tua glória, que não me fizeste para o sofrimento. Ressuscitaste para me dizer que no plano de sabedoria infinita do Pai, o sofrimento não é um fim, é um meio, e o Calvário é um caminho, e não uma meta suprema. Ressuscitaste, Senhor, para me arrastar com o Teu exemplo e encorajar-me na caminhada áspera de minha frágil existência terrena, para dar sentimento de conquista a meus dias. Cristo ressuscitado dá-me luz suficiente e força eficaz para ajoelhar-me aos pés da Tua cruz e viver o mistério do Teu amor redentor 

Canto

- Meu Jesus, por vossos passos / recebei em vossos braços // a mim, pobre pecador:

- Pela Virgem dolorosa, / vossa Mãe tão piedosa, // perdoai-me, bom Jesus.

Compartilhar

| Imprimir | PDF 

Back to top

Copyright © Comunidade Sião 2017

Template by Joomla Templates & Szablony Joomla.