28º Domingo do Tempo Comum - 14 de Outubro de 2018

Texto bíblico - Evangelho de São Marcos 10, 17-30 

Um dia alguém veio e lançou-se de joelhos diante de Jesus. Perguntou: Bom Mestre, que devo fazer para ganhar a vida eterna? Jesus disse: Por que me chamas bom? Ninguém é bom, senão só Deus. Co­nheces os mandamentos: Não cometerás homicídio, nem adultério, não roubarás, não levantarás falso testemunho, não prejudicarás ninguém, honra teu pai e tua mãe. O homem disse: Mestre, tudo isso eu segui desde a minha juventude. Jesus fitou-o com muito amor e disse: Só te falta uma coisa: vai, vende o que tens, dá-o aos pobres e terás um tesouro no céu. Depois, vem e segue-me. A estas palavras, ele ficou abatido e retirou-se triste, pois tinha muitos bens. Olhando em volta, Jesus disse: Quão difícil será para os que têm riquezas entrar no reino de Deus! Os discípulos estavam perplexos com essas palavras. Mas Jesus repete-lhes: Meus filhos, quão difícil é entrar no Reino de Deus! É mais fácil um came­lo passar pelo buraco de uma agulha do que um rico entrar no Reino de Deus. Eles estavam impressionados diziam: Então quem pode ser salvo? Fixando neles o olhar, Jesus disse: Para os homens, é impossível, mas para Deus, não, pois a Deus tudo é possível. Pedro pôs-se a dizer-lhe: E nós, que deixamos tudo para se­guir-te? Jesus disse: Em verdade, eu lhes digo, quem deixar casa, irmãos, irmãs, mãe, pai, filhos ou campos por minha causa e pelo Evangelho, receberá cem vezes mais no tempo presente ca­sas, irmãos, irmãs, mães, filhos e campos, com perseguições, e no mundo futuro a vida eterna.

1. L E I T U R A:

Quando Jesus andava pelas estradas encontrava muitas pessoas. Umas pediam cura de doenças, outras pediam explicação de algum ponto da religião. Hoje um jovem queria saber como conseguiria entrar no Reino do céu. Jesus apresenta as leis principais que Moisés tinha dado para serem seguidas. E o jovem disse que tinha feito tudo isso em sua vida. Jesus percebendo que ele queria viver melhor ainda, diz-lhe que venda seus bens e dê aos pobres e depois viesse seguir Jesus. O jovem era rico e estava apegado ao dinheiro. Ficou triste e foi embora. Jesus então alertou os discípulos sobre a riqueza que cega as pessoas. Diz que seria mais fácil o camelo passar do que um rico conseguir se salvar. Os apóstolos apresentam sua situação de terem abandonado tudo para seguir Jesus. O que receberiam em troca? Jesus dá uma resposta sábia: todo este desapego seria por amor a Deus e aos outros e o Senhor com isso os faria felizes. Mais irmãos e parentes e campos signifique não tanto mais bens materiais, mas a alegria de servir a Deus e aos outros.

1. Quem se apresentou a Jesus e o que pediu?

2. Que disse Jesus a ele? E o que a pessoa respondeu?

3. Que propôs Jesus a ele? Qual foi a reação dele?

4. Diante disso que foi que Jesus falou sobre a riqueza?

5. Que disseram os apóstolos diante do que ouviram Jesus declarar?

6. Que comentaram sobre terem seguido Jesus? Que resposta Jesus deu?

2. M E D I T A Ç Ã O

Acompanhar Jesus dá-nos oportunidade de querer saber muita coisa sobre a vida, nossa vida e os acontecimentos que ocorrem. Tenho neste momento alguma coisa a perguntar a Jesus? Alguma dúvida, esclarecimento sobre o que propomos fazer segundo o que nos pede...

1. Em que estou apegado e toma conta de meu tempo e me preocupa demais?

2. Qual é minha preocupação com o dinheiro, com os gastos que tenho?

3. Sou capaz de deixar de lado desejos e ambições ou sou movido por eles?

4. Já me libertei de algum bem ou alguma coisa a que estava bem apegado?

5.As coisas que estão sobrando em casa procuro dar para quem precisa?

6. Sou capaz de renunciar a algo para me desprender de bens materiais?

3. O R A Ç Ã O

Desapegar-nos de nossas coisas não é fácil... Senhor, Tu tens-me ajudado a conseguir muita coisa em minha vida. E eu me apego ao que conquistei... Quero sempre lembrar-me que Tu, Senhor, és o pastor que conduz a minha vida... Segue meus passos. Ajuda-me a não cair e me levantar quando caio. Ensina-me a louvar-te sempre por tudo o que consigo por meu esforço e trabalho. Sei que sem Ti nada posso. Em Ti quero colocar toda a minha esperança...  Nada quero para mim. Tudo o que me deres em qualidades ou como fruto de trabalho que faço entrego em tuas mãos... Nada me pertence. Tudo é Teu, para Ti, para que tu possas ajudar muitas outras pessoas.

4. C O N T E M P L A Ç Ã O

Senhor, disseste que não tinhas nem onde descansar tua cabeça. Nem casa, nem conforto, nem estabilidade. Senhor, nada tinhas e és o Senhor do céu e da terra. Quero ter tanta coisa, segurar tantas coisas, me garantir com muitos valores terrenos... Neste momento vou parar um pouco, fechar meu olhos, descansar minha mente e imaginar-me num lugar completamente deserto sem nada nem ninguém que venha me socorrer, passando necessidade, frio e fome... E tu te sentas bem perto de mim e me falas, me ensinas que não ter nada não é uma desgraça. O pior é ter tudo e ficar insatisfeito, querer sempre mais e mais. Que me convença, Senhor, que me basta a tua graça, a tua presença amorosa...

5. A Ç Ã O:

Proposta pessoal: Vou procurar saber que coisas que eu tenho demais e vou dar para quem precisa. Vou fazer a conta de meus gastos e ver o que devo cortar e economizar para ajudar quem precisa.

Proposta comunitária: Com outras pessoas verificar o que está sobrando em casa de objetos, roupas que possa levar para um bazar de ajuda aos mais pobres.

 

Fonte – Diocese de Petrópolis

Compartilhar

| Imprimir | PDF 

Back to top

Copyright © Comunidade Sião 2018

Template by Joomla Templates & Szablony Joomla.