26º Domingo do Tempo Comum - 30 de Setembro de 2018

TEXTO BÍBLICO: Evangelho de São Marcos 9, 38-43.45.47-48 

João disse: Mestre, vimos um homem que expulsa demônios pelo poder do nome do Senhor, mas nós o proibimos de fazer isto porque ele não é do nosso grupo. Jesus respondeu: Não o proíbam, pois não há ninguém que faça milagres pelo poder do meu nome e depois seja capaz de falar mal de mim. Quem não é contra nós é por nós. Eu afirmo que isto é verdade: quem der um copo de água a vocês, porque vocês são de Cristo, com certeza receberá a sua recompensa. Quanto a estes pequeninos que creem em mim, se alguém for culpado de um deles me abandonar, seria melhor para essa pessoa que ela fosse jogada no mar, com uma pedra amarrada no pescoço. Se uma dessas suas mãos faz com que você peque, corta-a fora! Pois é melhor você entrar na vida eterna com uma só mão do que ter as duas e ir para o inferno, onde o fogo nunca se apaga... Se um de seus pés faz com que você peque, corte-o fora! Pois é melhor você entrar na vida eterna aleijado do que ter os dois pés e ser jogado no inferno... Se um dos seus olhos faz com que você peque, arranque-o. Pois é melhor você entrar no reino de Deus com um só olho do que ter os dois e ser jogado no inferno. Ali os vermes que devoram não morrem e o fogo nunca se apaga.

1 - L E I T U R A:

O apóstolo S. João veio falar a Jesus que encontrou uma pessoa que expulsava demônios em nome do Senhor. Ele proibiu de fazer isso porque não pertencia ao grupo dos apóstolos. Jesus disse que não fizesse isso, pois quem não era contra ele estava trabalhando a favor dele. Depois explica que quem ajudá-los em alguma coisa, nem que seja dar um copo de água, estava fazendo bem a Ele mesmo. Depois chama à atenção sobre o escândalo, isto é, dar mal exemplo às crianças ou a pessoas humildes que desejam seguir Jesus. Acha isto tão sério que esta pessoa deveria ser afogada no mar com uma pedra de moinho amarrada no pescoço. E diz mais: qualquer pecado que cometamos com nossas mãos ou nossos pés ou olhares são nossos mesmo e não de nossas mãos, pés ou olhares!   

* Que é que João veio reclamar com Jesus?

* Que é que Jesus entendia sobre estar com ele ou contra Ele?

* Que significa dar um copo d´água em nome de Jesus?

* Que é que Cristo quis dizer com escandalizar (dar mau exemplo a) pequeninos?

* Que é pecar com as mãos, com os pés ou com olhares?

* Que significa de fato o castigo proposto: afogar com uma pedra ao pescoço?

2 - M E D I T A Ç Ã O:

* Discrimino as pessoas que fazem o bem sem ser de nossa Igreja?

* Aceito a missão de ir ao encontro de quem está longe de Deus?

* Que significa dar um copo de água a alguém em nome de Jesus?

* Preocupo-me quando escandalizo os outros com meu mal exemplo?

* Entendo que o que faço com meus gestos e olhares vem de meus pensamentos e sentimentos dos quais sou responsável?

3 – O R A Ç Ã O:

Minha oração deve ajudar-me a me preocupar em dar bom exemplo em minha vida pessoal, familiar e social

Eu vim para que todos tenham .....................                              

Eu vim para cumprir a vontade.................... Quero conhecer e seguir a....................

Eu vim para anunciar a salvação a.................... Quero preocupar-me com a salvação dos outros ....................

Eu vim para dar a vida e o perdão a .................... Senhor, toca nossos corações para que nos arrependamos de nossos pecados.

4 - C O N T E M P L A Ç Ã O:

Cristo falou sobre as crianças. Criança no sentido de criança mesmo, e também pessoa simples, humilde. Jesus disse: se vocês não se tornarem como uma criança, não farão parte do reino de Deus. Quem se faz pequeno como uma criança é o maior no Reino dos céus. Quem acolhe em meu nome uma criança é a mim que acolhe. (Mt 18, 3s)

Imaginemos crianças que conhecemos... A alegria de Jesus ao vê-las, ao abraçá-las, ao ver a face de seu Pai espelhada no rosto delas... A simplicidade, a pureza, a sinceridade de sua afeição... Peçamos ao Senhor um coração de criança... Olhemos para os humildes como crianças amadas por Deus...

5 - A Ç Ã O:

Proposta pessoal:

Rezar uma oração pessoal ao Espírito Santo pedindo enxergar mais a face de Cristo nas crianças, nos pobres, nos abandonados.

Proposta comunitária:

Tentar em nossas reuniões ouvir os mais humildes... Ir ao encontro de famílias simples e pobres e orientar seus filhos para participarem dos grupos de crianças da comunidade.

 

Fonte – Diocese de Petrópolis

Compartilhar

| Imprimir | PDF 

Back to top

Copyright © Comunidade Sião 2018

Template by Joomla Templates & Szablony Joomla.