Cardeal de Chicago: “Espero morrer em meu leito; meu sucessor morrerá na prisão, e o sucessor dele morrerá mártir na praça pública”.

Avaliação do Usuário: / 0
PiorMelhor 

 

O cardeal Francis George, arcebispo de Chicago (EUA), enregelou seus leitores pela franqueza inusual com que se referiu à presente situação religiosa.

Atingido por um câncer e na idade de renunciar à arquidiocese, em artigo para Catholic Culture de 24 de outubro ele escreveu.“Espero morrer em meu leito; meu sucessor morrerá na prisão, e o sucessor dele morrerá mártir na praça pública”.

O cardeal aludia à onda de cristofobia que cresceu nos EUA nos últimos anos.

O laicidade – sob cuja bandeira se atenta contra os direitos de Cristo e de sua Igreja – é, segundo o cardeal, um “problema bem mais importante” que qualquer uma das questões levantadas durante a campanha presidencial americana.

O mundo laicista está “do lado errado da única história que afinal de contas tem importância” – acrescentou.

O cardeal George sublinhou que os sentimentos anti-religiosos que se manifestaram com tanta agressividade durante a campanha presidencial introduzem no horizonte a perspectiva do martírio.

E acrescentou que, como em ocasiões análogas anteriores, em longo prazo a Igreja sairá vitoriosa, assumirá a tarefa de “reerguer a partir dos escombros uma sociedade arruinada, e ajudará lentamente a reconstruir a civilização, como Ela já o fez tão frequentemente na história da humanidade”.

Compartilhar

| Imprimir | PDF 

Back to top

Copyright © Comunidade Sião 2020

Template by Joomla Templates & Szablony Joomla.