Coração de Sião - Janeiro de 2013

O QUE ESCOLHER?

Ao iniciar um novo ano, nos enchemos de esperança e expectativas!

O novo nos leva a tomar decisões, fazermos opções, escolhas... E é aí que devemos nos perguntar: O que escolher?

Esta pergunta deve ser respondida com base nas palavras de São Paulo que nos diz: “Tudo me é permitido, mas nem tudo convém. Tudo me é permitido, mas não me deixarei dominar por coisa alguma. Os manjares são para o ventre, e o ventre para os manjares; porém Deus destruirá um e outros. Nosso corpo e assim nossa vida é para o Senhor; e Deus, que ressuscitou o Senhor, também nos ressuscitará a nós pelo poder. Ou não sabeis que vosso corpo é templo do Espírito Santo, que está em vós, que recebestes de Deus, e que, portanto, vós não vos pertenceis? Fostes comprados e pagos. Glorificai, pois, a Deus em vosso corpo, com vossa vida”. (cf. 1 Cor 6, 12-14; 19-20)

Nossas escolhas precisam ser bem discernidas não a partir do que nos apresentam e sim a partir Daquele que é o princípio de tudo que é Deus e que deve ser o Senhor de nossas vidas e de nossas escolhas, pois tudo começa Nele, deve passar por Ele e terminar Nele.

Precisamos com nossas escolhas, decisões e assim com nossa vida, saber definir a quem servimos, a quem seguimos, pois “com efeito, o mundo criado aguarda ansiosamente a manifestação dos filhos de Deus. As criaturas foram sujeitas à vaidade, não voluntariamente mas pela vontade daquele que as sujeitou, na esperança de serem também elas libertadas do cativeiro da corrupção para participarem da liberdade gloriosa dos filhos de Deus. Pois sabemos que toda a criação até agora geme e sente dores de parto. E não somente ela mas também nós que temos as primícias do Espírito gememos dentro de nós mesmos, aguardando a adoção, a redenção de nosso corpo. Porque em esperança estamos salvos, pois a esperança que se vê já não é esperança. Porque aquilo que alguém vê, como há de esperar? Se esperamos o que não vemos é em paciência que esperamos. Também o Espírito vem em auxílio de nossa fraqueza porque não sabemos pedir o que nos convém. O próprio Espírito é que advoga por nós com gemidos inefáveis, e aquele que esquadrinha os corações sabe qual o desejo do Espírito porque ele intercede pelos santos segundo Deus. Nós sabemos que todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus, dos que são eleitos segundo seus desígnios. Os que de antemão conheceu, também predestinou a serem conformes à imagem de seu Filho, para que este seja o primogênito de muitos irmãos. E aos que predestinou, a esses também chamou. E aos que chamou, também justificou. E aos que justificou, a esses também glorificou”.( Rm 8, 19-30)

Nossa Senhora em suas mensagens, nas diversas aparições ao longo dos anos, nos orienta a rezar, fazer penitência e abstinência, para que assim nos conformemos ao seu Filho, para a nossa salvação e do mundo inteiro.   

Que tenhamos um Feliz e Santo Ano Novo, no Senhor!

Que Ele abençoe a nós neste ano de 2013!


INTENÇÕES DO MÊS

É claro que neste princípio de ano precisamos, em primeiro lugar, pedir ao Senhor um novo ano santo, cheio de Sua presença!

Peçamos pelas famílias, pela Igreja e por nossos governantes.

Não podemos deixar fora de nossas intenções a JMJ. Peçamos de um modo muito particular pelos jovens, por nosso Santo Padre o Papa Bento XVI, por nossos bispos e sacerdotes, para que a JMJ, que acontecerá no Rio de Janeiro no mês de julho, seja um grande sucesso, que alcance os seus objetivos. Nas intenções da JMJ, peçamos também pelas famílias que já se dispuseram acolher os peregrinos e para que mais famílias também se disponham.

Peçamos ainda por nossa Igreja de Petrópolis, pelas intenções de nosso novo bispo, Dom Gregório Paixão.

Peçamos ainda pelas vocações, sejam elas: sacerdotais, religiosas ou leigas. Pedindo ao Senhor que envie operários para sua Messe.

Sagrado Coração de Jesus, eu espero e confio em Vós!

 

REZEMOS 

Rezemos com o Salmo 62 por nossas intenções deste ano novo, deste novo tempo: “Só em Deus minha alma descansa, dele me vem a salvação. Só ele é minha rocha e salvação, minha fortaleza: jamais vacilarei. Até quando vos lançareis sobre um homem para abatê-lo, de comum acordo, como uma parede inclinada ou um muro prestes a ruir? Derrubá-lo de sua posição é seu único intento, e se comprazem na mentira; com a boca bendizem, mas no coração amaldiçoam. Só em Deus descansa, minha alma, porque dele me vem a esperança. Só ele é minha rocha de salvação e meu protetor: não vacilarei. De Deus depende minha salvação e glória; Deus é minha rocha firme, meu refúgio. Confia nele, ó povo, todo o tempo, desafoga diante dele o coração! Deus é nosso refúgio. Os filhos dos homens não são mais que um sopro, e as pessoas importantes, mera aparência. Todos juntos, na balança, pesariam menos que um sopro. Não confieis na extorsão nem vos façais ilusões com o roubo! Ainda que cresçam vossas riquezas, não lhes deis o coração! Uma coisa Deus disse, e duas eu ouvi: Que o poder vem de Deus, de ti, Senhor, a misericórdia; e que pagas a cada um, segundo suas obras”. (Sl 62, 2-13)

 Jesus, manso e humilde de coração, fazei o nosso coração semelhante ao Vosso!

1 Pai Nosso; 1 Ave Maria; 1 Glória.

Compartilhar

| Imprimir | PDF 

Back to top

Copyright © Comunidade Sião 2020

Template by Joomla Templates & Szablony Joomla.